Plataforma de conteúdos educacionais da Apple, iTunes U supera 1 bilhão de downloads [atualizado]

iTunes U em iPads

A Apple anunciou hoje que a sua plataforma educacional iTunes U acaba de superar a marca de 1 bilhão de downloads em todo o mundo.

iTunes U em iPads

Alguns outros números compartilhados pela empresa:

  • Há cursos com mais de 250 mil alunos inscritos;
  • Já são mais de 1.200 universidades e escolas que publicam conteúdos;
  • A plataforma conta hoje com 2.500 cursos públicos e outros milhares privados;
  • Mais de 60% dos downloads do app iTunes U vêm de fora dos Estados Unidos;
  • Cursos já podem ser criados em 30 países — com as adições mais recentes incluindo Brasil(!), Coreia do Sul, Turquia e Emirados Árabes Unidos;
  • O app e conteúdos do iTunes U podem ser acessados de 155 países diferentes;
  • Mais de 75 mil apps educacionais já existem na loja da Apple para iOS;
  • Autores e editoras já publicaram mais de 10 mil ebooks criados com o iBooks Author.

O comunicado para a imprensa liberado hoje pela Apple traz vários comentários e histórias interessantes de instituições acadêmicas e professores maravilhados com o iTunes U, o qual certamente tem contribuído bastante para a disseminação do ensino em todo o mundo.

Embora já tenhamos materiais nacionais publicados por lá, para quem entende principalmente o idioma inglês o mar de conteúdos gratuitos é incrível, cobrindo áreas como artes, ciências, saúde e medicina, educação, negócios e muito mais.


Ícone - iTunes UiTunes U

Grátis | 19,2 MB | requer o iOS 5.0 ou superior.
Universal, compatível com iPads e iPhones/iPods touch.
Desenvolvedor(a): Apple.

Badge / botão grande - Disponível na App Store

Atualização

O MacMagazine apurou as instituições nacionais que já estão no iTunes U. 😉

Atualização II

A Apple também informou ao AllThingsD que já vendeu mais de 4,5 milhões de iPads para instituições acadêmicas americanas. Número muito significativo.

Atualização III

Ao TechCrunch, a Apple divulgou outro número: 8 milhões de iPads vendidos para instituições acadêmicas em todo o mundo. Ou seja, 3,5 milhões fora dos EUA.

Posts relacionados

Comentários