O iPhone poderia ter se chamado “TriPod”. Ou “Mobi”. Ou até — pasmem — “iPad”!

Nomes do iPhone

Ken Segall, o homem que sugeriu o nome “iMac” e um dos idealizadores da lendária campanha “Pense Diferente” (“Think Different”), anda falando bastante sobre Apple. Recentemente ele escreveu o livro “Insanely Simple”, criticou alguns dos novos comerciais da Apple e chegou a dizer que os atuais spots da Samsung estão melhores que os da firma de Cupertino.

Publicidade

Nomes do iPhone

Agora, participando de um evento na Universidade do Arizona, ele compartilhou uma história sobre o nome do smartphone mais famoso do mundo.

Como sabemos, o nome escolhido pela Apple para o seu telefone foi “iPhone”, mas isso não quer dizer que a empresa não tenha cogitado outros — nós até já comentamos isso num outro artigo que conta algumas histórias de bastidores da Apple. Mas Segall trouxe mais detalhes: ele contou que a empresa cogitou chamar o smartphone de “Mobi”, “TriPod”, “TelePod” ou até mesmo de “iPad”.

Publicidade

Cada nome tem uma explicação. “TelePod”, por exemplo, soava como um telefone do futuro e aproveitava o “Pod”, amplamente conhecido por causa do iPod. “Mobi” nada mais era do que uma referência, um nome mais curto para mobilidade. Se você já viu e lembra da apresentação do primeiro iPhone, o nome “TriPod” fará um pouco de sentido. Isso porque Steve Jobs, durante a apresentação, bateu bastante na tecla de três produtos em um (telefone, iPod e um comunicador de internet). Já o nome “iPad”… hoje parece impossível imaginar o telefone da Apple com esse nome, porém, na época, foi cogitado — ainda mais se levarmos em consideração que o desenvolvimento do iOS e de um aparelho sensível ao toque começou com um tablet mas foi deixado de lado momentaneamente para que o celular fosse desenvolvido antes.

Apesar de “MicroMac” também fazer parte da apresentação, ele não foi cogitado — Segall disse que inventou o nome especificamente para o evento na universidade, para divertir a plateia.

Desses todos, “iPhone” sem dúvida é o mais óbvio, mas ainda assim acho ele o mais simples, auto-explicativo e bonito. Claro, não dá pra dizer o que acharíamos hoje, anos depois, caso desde sempre chamássemos o aparelho de outra forma. E você, o que pensa?

Publicidade

[via 9to5Mac: 1, 2]

Posts relacionados