Rumores indicam que o ‟iPhone 5S” poderá vir equipado com NFC e/ou sensor de impressões digitais; será?

iPhone com sensor de impressões digitais

Da sua primeiríssima geração para cá, o iPhone recebeu upgrades que o equiparam com componentes os quais proporcionaram boas funções para usuários e desenvolvedores, como GPS, giroscópio, flash LED e muitos outros. Mas o que mais poderá vir por aí?

Segundo rumores, a próxima geração — comumente referenciada pelo nome mais óbvio de todos, ‟iPhone 5S” — poderá incorporar um chip NFC (near-field communication) e um sensor de impressões digitais.

iPhone com sensor de impressões digitais

Imagem meramente ilustrativa.

Uma nova “confirmação” disso foi trazida hoje pelo jornal China Times [Google Tradutor], alguns dias após o analista Ming-Chi Kuo, da KGI Securities, também apostar o mesmo sobre o sensor — segundo relatou o MacRumors.

Desconsiderando a credibilidade de ambas as fontes, analisemos as duas apostas:

  • NFC: o rumor já vem desde a época do iPhone 4 ainda não se concretizou. Segundo discutimos em podcasts recentes, muito provavelmente 2013 é o limite para a Apple decidir se adota ou não a tecnologia — e, assim, contribuir para que ela se dissemine pra valer em todo o mundo. Que o NFC é interessante, ninguém duvida; mas até então parece mesmo que a Apple aposta mais em solução de leitura da tela (com o Passbook) ou mesmo no Bluetooth 4.0 para esse tipo de comunicação de dados sem fio.
  • Sensor: aqui a priori não há muito o que pensar, certamente a novidade seria muito utilizada para oferecer uma camada extra de segurança/acesso a aplicativos, contas, serviços, pagamentos (ainda mais os feitos via NFC, hehe), etc. Ainda assim, com as devidas APIs nas mãos de desenvolvedores, não duvido nada que ideias bem criativas possam surgir daí, como já ocorreu no passado com outros componentes — como o próprio acelerômetro, que originalmente a Apple havia concebido apenas como algo para determinar se a tela estava em pé ou deitada.

Fiz questão de colocar uma legenda abaixo da imagem que ilustra este artigo porque o tal sensor de leitura dos dedos muito provavelmente não ficaria na tela em si, e sim escondido no próprio botão Home. No ano passado a Apple adquiriu a AuthenTec, empresa que já dispunha de tecnologias relacionadas, e supostamente também iniciou trabalhos com uma firma australiana especializada em reconhecimento de impressões digitais.

Nada disso é certo, mas essas duas adições — combinadas a possíveis e aguardadas melhorias em processador (A7?), câmera (Kuo cita uma abertura f/2.0 e um flash “inteligente”), bateria e chip 4G LTE — fariam do iPhone de sétima geração uma ótima pedida mesmo para quem já tem um iPhone 5. Aos que curtem, há também chances de ele vir com várias opções de cores, como os iPods touch.

[via 9to5Mac]

Posts relacionados