Review: Final Fantasy V para iOS chega à App Store com grande história (e preço)

Screenshot do Final Fantasy V no iPhone 5

Senta que lá vem história… abaixo, uma descrição de Final Fantasy, via Wikipedia:

Publicidade

Final Fantasy (ファイナルファンタジー Fainaru Fantajī?) é uma franquia criada por Hironobu Sakaguchi, desenvolvida e detida pela Square Enix (antiga Square).

Começo com uma pequena curiosidade: Final Fantasy foi inspirado em Legend of Zelda e só tem esse irônico nome devido aos sérios problemas financeiros que a Square Enix estava passando — ele era o último investimento possível da empresa.

O primeiro jogo da série chegou em 1987 e foi publicado pouco tempo depois, pela Nintendo. O último sucesso, até então, é Final Fantasy XIII-2, lançado há pouco mais de um ano para PlayStation 3.

Em fevereiro de 2010 apareceu o primeiro título da saga para iOS e, com o sucesso, a desenvolvedora decidiu adaptar todos os jogos para a versão mobile. A quinta versão foi lançada originalmente para Super Nintendo há 20 anos(!) e agora está disponível na App Store, sendo o tema deste post. 🙂

Publicidade

Final Fantasy V

O enredo

A história desta versão, assim como de todas as outras, é rica em detalhes. Desta vez, o vento do mundo simplesmente parou e o rei Tycoon desaparece ao tentar averiguar o que houve no Santuário do Vento. Sua filha, a Princesa Lenna, começa uma busca por respostas ao lado de um viajante (Bartz, mas que recebe o nome que você escolher), uma capitã de piratas (Faris) e um velho com amnésia (Galuf).

Denominados “Guerreiros da Luz”, eles são encarregados de proteger os cristais do poder remanescentes, evitando que o Exdeath, antagonista do jogo, junte as pedras preciosas e destrua o mundo. O cataclismo não é muito fácil de impedir e, na verdade, demora dias, dependendo do seu ânimo em passar horas em frente ao iDevice.

Publicidade

Muitos detalhes de como avançar no jogo e dicas essenciais são fornecidas ao longo do jogo, conversando com outros personagens. E aí, para muita gente, começam os pontos negativos: o game suporta sete idiomas, mas português não é um deles e não há previsão para a tradução. Os que não conhecem a história ou não dominam o idioma inglês terão dificuldades.

As batalhas e a jogabilidade

Você está andando tranquilamente pelos pastos verdes e brilhantes, reparando como o designer se preocupou com os detalhes quando, de repente, a tela muda com uma animação estranha e vai para o modo de batalha. Isso causa uma certa tensão no começo mas depois você se acostuma e vai gostando de treinar assim. Esse método apareceu primeiro em Final Fantasy e já foi adotado por vários outros jogos RPG (role-playing game, ou jogo de interpretação de personagens).

As lutas não são por turnos e sim em tempo real. Cada guerreiro demora alguns segundos para poder realizar uma ação de atacar, fugir ou usar um item, e, se nenhuma posição for tomada, você será atacado até a morte, retornando ao último lugar em que o jogo foi salvo. E aqui fica uma observação importante: em duas horas de jogo eu encontrei apenas três pontos de salvamento (save points), mas o progresso pode ser salvo a qualquer momento escolhendo a opção “Quick Save”, no menu.

Publicidade

Screenshot do Final Fantasy V no iPhone 5

Para auxiliar nos combates, a Square Enix introduziu, desde Final Fantasy III, um sistema de classes (Job System) com 26 “profissões” como guerreiro, ladrão e mago. Cada uma com habilidades e vestimentas diferentes, inclusive. As classes são conseguidas alcançando objetivos e conquistando os cristais mágicos.

Após cada batalha você ganha Gils (moedas) e experiência para subir de nível e aumentar as estatísticas do seu guerreiro, como ataque, defesa, agilidade, magia, entre outras coisas. Tudo isso também pode ser melhorado com o equipamento certo, adquiridos após derrotar inimigos em batalhas ou comprados em lojas.

Confira o trailer:

O suporte ao Game Center traz 96 proezas para serem alcançadas, comparadas e desafiadas com amigos. Para visualizá-las, acesse o menu principal, onde também há um manual completo e detalhado sobre todo o jogo. É realmente muito útil saber o que e como agir mas, como falamos anteriormente, não está no nosso idioma.

O preço

Infelizmente o quesito preço sobressai qualquer outra qualidade que tentamos destacar, afinal, os games mais caros sempre estão na faixa de US$3 a US$7 e, se você não é fã da série, dificilmente pagará US$16! A Square Enix tirou várias dúvidas que tivemos sobre o jogo, mas, ao ser questionada sobre o preço, se limitou em não responder. Ok, o jogo é dela e a empresa cobra o quanto achar que deve, mas se vamos comprar ou não, aí é outra história.

Vendo pelo lado bom, se você comprar o jogo, poderá instalá-lo em todos seus iGadgets (ele é universal, compatível com iPads e iPhones/iPods touch), terá intermináveis horas de diversão, uma jogabilidade inteligente (cheia de histórias incríveis) e estará livre das fomosas compras dentro do app (In-App Purchases).

Jogou e curtiu? Conte pra gente, nos comentários! 🙂


Ícone do jogo Final Fantasy VFinal Fantasy V

US$ 16 | 141 MB | requer o iOS 4.3 ou superior.
Universal, compatível com iPads e iPhones/iPods touch.
Prós: grande jogabilidade, história e diversão.
Contras: preço e idiomas suportados.

Badge / botão grande - Disponível na App Store

Posts relacionados