Por que as mudanças no design do iOS — e do OS X — serão além de simples “maquilagens”

Jonathan Ive

Muito tem se discutido nos últimos dias a respeito do iOS 7 e da possibilidade de uma mudança radical no visual do sistema, já que Jony Ive (vice-presidente de design industrial da Apple) agora é responsável também pelas diretrizes de interfaces humanas dentro da empresa.

Publicidade

Jonathan Ive

Ben Thompson, ex-empregado da Apple e hoje parte da equipe do Windows App, na Microsoft, resolveu compartilhar algumas falas “antigas” de Ive, que podem nos dar dicas do que vem pela frente.

Confira nossa tradução livre:

Publicidade

Uma das coisas que é interessante sobre design [é que] há um perigo, especialmente nessa indústria, de se focar em características de produtos que são simples de se discutir. Você volta dez anos atrás, e as pessoas queriam conversar sobre características que você poderia medir com números. Elas debateriam sobre tamanho de disco rígido, porque era inegável que 10 era um número maior que 5, e talvez no caso de discos rígidos isso é algo bom. Ou você poderia discutir sobre preço, porque há um número aí.

Mas há uma série de características de produtos que não possuem esses tipos de medidas. Características que são mais emotivas e menos tangíveis. Mas elas são realmente importantes. Há muita coisa que é bem importante que você não pode resumir a um número. E eu acho que uma das coisas com design é que, quando você olha para um objeto, você faz muitas e muitas decisões sobre ele, não conscientemente, e eu acho que um dos trabalhos de um designer é ser bem sensível ao tentar entender o que ocorre entre ver algo e preencher a sua percepção sobre ele. Você sabe que todos podemos olhar para o mesmo objeto, mas todos o perceberemos de formas bem distintas. Significa algo diferente para cada um de nós. Parte do trabalho de um designer é tentar entender o que acontece entre ver algo fisicamente e interpretá-lo.

Eu acho que meio que se empenhar por simplicidade não é um estilo. É uma meta e uma filosofia. Acho que tem a ver com autenticidade e ser honesto. Não apenas pegar algo ruim e estilizá-lo de fora pra dentro de uma forma arbitrariamente desconexa.

É sempre bom lembrar que Ive não é o designer que irá colocar a mão na massa, desenhando interfaces e ícones do iOS e do OS X. Ele é responsável pelas diretrizes de interfaces humanas. Ou seja, ele apontará o caminho que sua equipe deverá percorrer, mas como isso será feito também dependerá muito da visão das pessoas envolvidas no processo.

As possíveis mudanças propostas por Ive não serão superficiais ao ponto de alterar o design apenas por alterar. Tudo indica que teremos mudanças no iOS — e no OS X, por que não? —, mas isso não virá apenas por um clamor público. Como Thompson bem apontou — e falando especificamente do iOS —, quando o iPhone foi lançado praticamente ninguém utilizava interfaces de toque em smartphones e, por isso, os benefícios de elementos que imitavam a realidade (skeumorphism) foram enormes. Hoje, porém, tudo mudou. Boa parte do mundo já conhece a interface multitoque e o contexto está mudando. Por isso, o iOS provavelmente mudará, também.

[via MacRumors]

Posts relacionados