Apple aparece em ranking de reclamações a fabricantes de celulares do PROCON SP

Ranking de celulares do Procon

Hoje o PROCON SP divulgou uma lista anual com as fabricantes de celulares que mais receberam reclamações em 2012 e o percentual de resoluções dessas reclamações.

A Apple apareceu em oitavo na lista de reclamações e em último na de resoluções. Ao meu ver isso se dá por um motivo muito específico: a falta de uma Apple Retail Store no Brasil. Muitas pessoas compram iPhones e não sabem a quem recorrer em caso de defeito. O atendimento por telefone muitas vezes manda o cliente contatar uma Apple Premium Reseller ou AASP, mas eles não cobrem todas as cidades. Sem contar o fato de que muitos profissionais das APRs não são tão preparados quanto os Genius, por exemplo, na resolução de problemas.

As operadoras só podem ser contatadas em até sete dias após a compra, portanto o consumidor se vê sem opção. E isso sem falar nos que compraram o aparelho no exterior e descobrem que não podem usufruir do suporte aqui no Brasil pois seu modelo não é homologado pela ANATEL.

Um erro dessa lista é o fato de ela colocar as estatísticas fora de contexto. Jogar os números lá é fácil, mas muitas vezes ela poder ser injusta pois não determina a porcentagem com relação ao número de vendas; se uma empresa vendeu 100 celulares e teve 20 reclamações, são 20% dos usuários insatisfeitos, enquanto uma que vendeu 1.000 e teve 100 reclamações possui 10% de insatisfações. A lista do PROCON simplesmente coloca a que teve 100 reclamações acima da que teve 20 — injusto, né?

De qualquer forma, a lista com as “dez piores” está aqui:

Ranking de celulares do Procon

O PROCON também divulgou alguns números preliminares de 2013: do 1º trimestre do ano passado pra cá, a Apple teve uma redução significativa em números de reclamações, enquanto as três primeiras do ranking — Motorola, Nokia e Samsung — registraram aumentos.

[via G1]

Posts relacionados