Pesquisadores afirmam conseguir instalar malwares em iGadgets através de um carregador

Carregador francês do iPhone

Carregador francês do iPhoneUma coisa não se discute: o iOS é o sistema operacional móvel mais seguro e ponto final. Mas isso não quer dizer que ele seja impenetrável.

Segundo a Forbes, três pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Georgia planejam mostrar durante a conferência de segurança Black Hat, em julho, uma prova de conceito de carregador modificado para iGadgets o qual pode ser utilizado para instalar malwares nos famosos aparelhos Apple e comprometer o iOS em menos de um minuto.

Os detalhes de como tudo funciona não foram divulgados, mas eles afirmam que a coisa funciona em qualquer dispositivo — inclusive os mais novos, rodando o iOS 6 —, mesmo sem jailbreak.

O carregador, chamado de “Mactans”, foi construído utilizando como base um Beagleboard (computador open-source de placa única), vendido por cerca de R$96 (US$45). “Este hardware foi escolhido para demonstrar a facilidade com que carregadores maliciosos de aparência inofensiva podem ser construídos”, disseram os pesquisadores.

A construção não cabe dentro do pequeno carregador comercializado pela Apple [o da imagem é vendido pela Apple na França, compatível com o padrão brasileiro], mas eles disseram que tudo foi montado num curto espaço de tempo e com pouco dinheiro, e que pessoas com mais motivações poderiam criar algo ainda mais perigoso.

Mostramos como um mal-intenciondo pode esconder o seu software da mesma forma que a Apple esconde seus próprios aplicativos nativos.

Yeongjin Jang, um dos pesquisadores, disse que a equipe contatou a Apple e falou sobre a brecha de segurança relacionada com conexões USB — a firma de Cupertino, contudo, ainda não comentou o assunto. Veremos o que acontece até a conferência Black Hat, que acontecerá entre os dias 27 de julho e 1º de agosto de 2013, em Las Vegas (Nevada, Estados Unidos).

[via Cult of Mac]

Posts relacionados