Conhecendo um pouco mais do novíssimo Mac Pro

Mac Pro de frente e cima

Não há dúvida nenhuma de que, em termos de hardware, o grande lançamento da WWDC 2013 foi o novíssimo Mac Pro. E vale notar que não foi bem lá um lançamento, e sim o que a Apple chamou de “sneak peek” — uma espécie de apresentação preliminar da máquina, que deverá chegar ao mercado ainda neste ano.

Embora tenhamos falado dela neste artigo, é bom darmos uma nova passada geral pela nova “torre” e entrar em alguns dos seus detalhes.

Mac Pro de frente e cima

O novo Mac Pro promete fazer com desktops profissionais o que o MacBook Air fez com laptops de consumo: promover uma nova tendência, um novo rumo. O design cilíndrico (ou em tubo, como preferirem) com 25cm de altura e 17cm de diâmetro é lindíssimo, mas assim como chamavam o antigo carinhosamente de “ralador de queijo”, já estão vendo nesse novo um “cinzeiro futurístico”. Apesar de o formato ser totalmente diferente, algo nele também me lembra o glorioso Power Mac G4 Cube.

Ele é também o primeiro Mac em anos a fugir do visual de alumínio de toda a linha atual, trazendo de volta uma superfície preta brilhante (glossy), normalmente chamada de “black piano”. Acreditem se quiser: o cilindro tem 1/8 do volume total do Mac Pro que conhecíamos até ontem.

Mac Pro de frenteMac Pro de trás

Ainda olhando por fora, vejam na imagem acima e à direita a infinidade de conexões que a Apple embutiu aí: entrada e saída digital de áudio, quatro portas USB 3.0, seis portas Thunderbolt 2 (20Gbps), duas portas Gigabit Ethernet e uma saída HDMI 1.4.

Por dentro, o novo Mac Pro é uma grosseria só: processadores Intel Xeon E5 com 12 núcleos, duas GPUs AMD FirePro workstation-class (com até 6GB de VRAM dedicada), armazenamento em flash baseado em PCI Express e memórias ECC DDR3 rodando a 1.866MHz de quatro canais (com até 60GB/s de banda), o que lhe dá um poder de computação de 7 teraflops. Ele é até 2,5x mais rápido que o Mac Pro atual, segundo a Apple, e suporta até três monitores simultâneos com resolução 4K. As esperadas conectividades sem fio Wi-Fi 802.11ac e Bluetooth 4.0 também estão por lá, é claro.

O design desse novo Mac Pro é arquitetado em volta de um núcleo térmico unificado, o qual permite ao desktop compartilhar toda a sua capacidade térmica de maneira eficiente entre todos os processadores. Como anunciado há um tempo, ele será também todo montado em território americano.

Uma unidade foi colocada em exposição lá no Moscone Center e o pessoal do Engadget gravou um vídeo comentando as principais novidades:

Aqui, algumas fotos:

Mac Pro em exposição no Moscone

Mac Pro em exposição no Moscone

Mac Pro em exposição no Moscone

Dificilmente *todo mundo* irá aprovar o novo design, mas é fato que estava na hora de uma remodelagem completa. Sem entrar nos detalhes, o visual anterior vinha desde antes de a Apple migrar para processadores Intel e foi introduzido nos Power Macs G5, lançados originalmente em junho de 2003. Sim, há uma década.

A Apple ainda não anunciou todos os modelos que chegarão ao mercado e nem os seus preços, mas quem quiser conhecer um pouco mais dessa máquina *deve* visitar o hotsite criado pela empresa. É um show de beleza e animações em HTML5/CSS3, realmente de babar.

Posts relacionados

Comentários