Suposto protótipo de iPhone 5S indica poucas mudanças para o futuro modelo

Suposto protótipo de iPhone 5S

O MacRumors afirmou ter recebido algumas imagens do que seria um protótipo da próxima geração do iPhone. E se elas forem de fato quentes, as grandes mudanças ficarão mesmo para o iOS 7, já que o hardware do aparelho “vazado” não indica muitas novidades.

Suposto protótipo de iPhone 5S

A placa lógica — que traz algumas mudanças — bate com uma vazada recentemente; diferentemente do iPhone 5, o chip não traz uma numeração (A6, A6X, A7…), o que não quer dizer nada, já que estamos falando de um suposto protótipo. Contudo, vemos o código 1243, indicando que o processador foi fabricado na 43ª semana (outubro) de 2012; a bateria é um pouco mais parruda que a encontrada no iPhone 5 (5,92Whr contra 5,45Whr), contudo, ainda não foi certificada pelos órgãos regulamentadores.

Suposto protótipo de iPhone 5S

Conforme alguns rumores falaram, na traseira do aparelho vemos um flash ligeiramente modificado — em vez de redondo, mais “esticado”, possivelmente acomodando um flash (LED) duplo.

No MacMagazine no Ar sempre que falamos de iPhones e iPads eu bato na tecla de que, em hardware, não temos muito mais para onde correr. Claro que sempre haverá espaço para uma inovação inesperada, mas a verdade é que esses aparelhos chegaram a um nível de construção tão incrível que fica complicado surpreender — principalmente todos os anos, como muitos consumidores esperam. Mas é o que eu sempre falo: não esperem grandes mudanças no corpo, no hardware do iPhone. Claro que pode vir algo diferente, como o tão falado sensor de impressão digital, mas ainda assim, não espere muitas novidades nesse sentido.

Desde o lançamento do primeiro iPhone, em 2007, o que a Apple vem fazendo é a mesmíssima coisa: refinar e melhorar o projeto, de degrau em degrau. Olhando para o iPhone 5, hoje, vemos um telefone muito, muito mais incrível — e completo — que o modelo original. Mas se compararmos o iPhone 5 com o 4S, o 4S com o 4, o 4 com o 3GS e assim por diante, a diferença não é tão grande assim, com uma ou outra exceção.

Se fosse, provavelmente donos de iPhone 4S não poderiam rodar o iOS 7, já que o salto entre uma geração e outra seria enorme e o software, é claro, acompanharia essa mudança, sendo otimizado para o novo aparelho e “esquecendo” os antigos. Assim como muitos ficam decepcionados por não ver uma revolução todos os anos, tenho certeza de que ficariam ao ver uma nova geração chegando muito, mas muito superior à antiga, forçando a Apple a simplesmente colocar o modelo anterior para escanteio.

O meu ponto aqui é: não há motivos para criar expectativas em torno do hardware de futuros iPhones e iPads. E isso não vale só para a Apple; se analisarmos o histórico recente de lançamentos da Samsung, da HTC ou de qualquer outra fabricante, vemos que nenhuma delas trouxe uma grande novidade que mudou o mercado de smartphones após a chegada do iPhone — o que consumidores esperam em todos os eventos da Apple. O que elas fazem é justamente o que a Maçã faz: melhorar e refinar seus aparelhos todos os anos. A diferença é que a Apple faz isso muito bem, em produtos que já são excelentes, os melhores da categoria.

Mudanças significativas acontecem e acontecerão em algum momento no futuro, eu não tenho dúvidas disso. Só temos que ter a clareza de que essas coisas *não* são a regra, e sim a exceção. Não espere por uma revolução em todos os eventos da Apple.

Posts relacionados