Design e sinceridade (ou a falta dela)

Novo iMac um pouco de lado

Novo iMac um pouco de ladoQuando a Apple lançou o novo design do iMac, em outubro de 2012, o mundo foi à loucura com a espessura do desktop. Já eu, achei horrível. “HERESIA! Como pode alguém criticar uma máquinas dessas?!” Porque ela mente.

Publicidade

O iMac só é ultrafino se você olhar pra ele de um determinado ângulo. O design dele mente, e mente mal. A Apple vende uma máquina prometendo uma espessura mínima, mas na verdade ela empurra pra debaixo do tapete a “triste” realidade de que ainda é preciso colocar um computador completo atrás daquele monitor lindo. O resultado é como uma foto que você põe no Facebook ou no Instagram: linda, perfeita, mas um recorte mentiroso de uma realidade imperfeita.

Felizmente, há sinais indicando que esses designs mentirosos estão com os dias contados.

Evidência 1: iPads e iPods touch

O primeiro iPad, comparado com os modelos atuais, era um hipopótamo. Contudo, ele era mais sincero do que hoje, pois a espessura da borda era próxima da realidade. Era como se a carcaça dissesse “Sim, sou um pouco grossa, mas é porque preciso abrigar uma bateria enorme.”

iPad grande, visto de frente e de baixo, com iOS 4.2

Os iPads seguintes começaram a mentir sobre suas medidas, afinando-se bruscamente perto da borda para parecer mais finos do que realmente são.[1]

Publicidade

Entra em cena o iPad mini, abdicando dessa mentira. A espessura dele é óbvia em toda a extensão, com arredondamentos cuja função é meramente ergonômica. Ele não mente para parecer mais fino do que é. OK, ele já é ridiculamente fino, mas talvez seja exatamente isso o que o fez assumir sua espessura real.

Tudo isso, evidentemente, vale para o iPod touch: ele começou sincero, na primeira geração, depois começou a mentir sobre suas medidas, mas acabou voltando a se assumir.

iPhone 4 de ladoEvidência 2: iPhones 4 e 5

Uma das coisas mais engenhosas no design do iPhone 4 (e do 4S, por extensão) é a capacidade dele de parecer mais fino do que é usando uma ilusão de óptica provocada pelo vidro na traseira. Posto sobre uma mesa (ou fotografado para o Apple.com), um iPhone 4 parece existir só até a borda inferior da antena metálica, flutuando sobre a superfície que o apoia.

Isso, pra mim, é mentir sobre a espessura.

Publicidade

O iPhone 5 muda essa jogada, assumindo suas dimensões. Ele é mais fino, e não tenta parecer mais fino ainda com truques de prestidigitação ou ângulos meticulosamente calculados. A espessura é aquela que você está vendo: maravilhe-se!

Evidência 3: MacBooks

Tem coisa mais mentirosa do que um MacBook Air? Ele mede “de 0,3cm a 1,7cm”. Só que não, né? Esses 0,3cm só existem na bordinha frontal, coisa de 5% do notebook. O resto tá mais pra 1,7cm, mesmo. Essa mentirinha vem se perpetuando desde a primeira geração desse modelo, e é até compreensível como uma forma ajudar a máquina perder peso e caber em envelopes.

Não muda o fato de que é uma mentira.

MacBook Air de frente e fechado

Compare isso com os MacBooks Pro[2]: eles têm uma espessura constante, 1,8cm ou 1,9cm, mas isso na extensão inteira. Não importa o ângulo de visão, what you see is what you get. Esse design é muito mais sincero e, ao menos na minha opinião, acaba sendo mais bonito[3].

Where the puck is going

Uma certa pessoa disse uma vez que um grande marceneiro não colocaria madeira de qualidade inferior na traseira de um móvel. Mesmo não sendo vista, o marceneiro sabe que ela está lá. Isso não se aplicaria ao iMac? Eu acho que sim, pois a traseira dele é tão feia que nem a Apple tem coragem de mostrar, e quando mostra é quase sempre de um ângulo reto, para ocultar o “popozão”.

Esse problema há de ser solucionado em breve, creio eu. Aqui entra meu lado analista para fazer uma previsão: até o fim de 2015, toda a linha de computadores da Maçã vai se tornar Retina[4], e o iMac passará a ter um design mais sincero quando isso ocorrer.

De onde eu tirei isso? Não foi de nenhuma droga, pode ficar calmo. O raciocínio que segui comporta quatro etapas: A. O novo Mac Pro deverá ser lançado até o final de 2013 (ou meio de 2014, pois vou valendo como vai atrasar) com suas seis portas Thunderbolt 2.0. B. Para acompanhá-lo, um Apple Cinema Display 4K deverá ser lançado ao mesmo tempo, e ele vai exibir a interface do OS X Mavericks em modo Retina[5]. C. Tal Cinema Display terá um design novo, e possivelmente seguirá a tendência de “sinceridade” que descrevi nos parágrafos acima. D. A atualização seguinte do iMac vai usar o mesmo display 4K, integrado via Thunderbolt 2.0 internamente, e… com um novo design imitando perfeitamente o Cinema Display, talvez só com algum detalhe para diferenciar um do outro — daí voltaremos ao velho “Onde puseram o computador?”

Evidentemente, eu não chamo isso de “previsão de analista” à toa. É altamente provável que eu esteja errado, e sei até onde vai ser a falha: o Cinema Display novo deverá imitar a aberração o iMac, e não o contrário. Só que sonhar não custa nada, né?

Your turn, Gene Munster.


  1. O iMac seria mais sincero ao distribuir essa diferença de espessura numa área maior, em teoria, mas na prática acaba ficando pior, muito pior. Foi-se o tempo em que a Apple podia dizer que a traseira dos desktops dela era mais bonita que a frente dos PCs.  ↩
  2. Falo dos antigos e dos com telas Retina… mas convém combinarmos que “MacBook Pro” agora é sinônimo de “tela Retina”, né? Os modelos com drives ópticos ainda estão à venda, mas isso não quer dizer muita coisa — até mesmo porque o iPod classic ainda está à venda. Eu me pergunto quem compra…  ↩
  3. Creio eu que o MacBook Air deverá adotar esse mesmo design sincero quando ganhar uma tela Retina. Só que, pra manter os custos baixos, provavelmente não será IPS.  ↩
  4. Imagino que o “ponto de corte” do OS X 10.13~14, a ser lançado lá pra 2016 ou 2017, ficará em ter tela Retina, para os notebooks, ou ser capaz de alimentar pelo menos um monitor 4K, para os desktops. E, só pra brincar, vou chutar o nome… OS X Pacheco… ou melhor, digo, OS X Pacheco.  ↩
  5. Agora imagine o Final Cut Pro rodando numa tela dessas!  ↩

Posts relacionados