Apple abre investigação para saber se fornecedoras utilizam elemento químico extraído de minas irregulares/ilegais

Campanha - Friends of the Earth

A Apple voltou suas atenções à ilha de Bangka, na Indonésia. O motivo? Ela é uma das principais regiões produtoras de estanho do mundo, um elemento químico utilizado na solda de componentes eletrônicos que estão dentro smartphones e tablets de diversas empresas, inclusive da Apple.

O problema — segundo o The Verge — é que, na ilha, a mineração para a retirada do estanho está associada com a destruição de florestas/terras agrícolas, prejudicando arrecifes e causando grande impacto em comunidades locais.

Por isso, a organização Friends of the Earth iniciou uma campanha/denúncia pedindo para que a Apple — e outras empresas — divulgue de onde vem o estanho de suas fornecedoras. A Samsung, por exemplo, já informou que parte do elemento químico utilizado na fabricação de seus dispositivos vem da ilha de Bangka, sim, e que investigará o assunto.

Campanha - Friends of the Earth

Em sua página que aborda questões envolvendo direitos humanos e trabalhistas de fornecedoras, a Apple informou:

Recentes preocupações sobre a extração ilegal de estanho nesta região levaram a Apple a uma visita de averiguação para saber mais [sobre o assunto]. Usando as informações que reunimos, a Apple iniciou um grupo de trabalho EICC focado nesta questão, e estamos ajudando a financiar um novo estudo sobre mineração na região, para que possamos entender melhor toda a situação.

Estanho - Apple

Com a investigação, a empresa pretende descobrir se suas fornecedoras retiram o elemento químico de minas irregulares ou até mesmo ilegais na ilha de Bangka.

Posts relacionados