Samsung: ataque à Apple em comerciais, manipulação de dados e Galaxy S 4 incendiário

"Benchmark" do Galaxy S 4

Sim, nós somos um site focado em Apple, mas vira e mexe a gente comenta alguns lançamentos relevantes da concorrência (Microsoft, Google, Samsung, etc. — nós falamos do Galaxy S 4, por exemplo), afinal, ninguém aqui usa antolhos ou algo do tipo.

De vez em quando a gente também destaca algum comercial dessas mesmas empresas, os quais atacam diretamente a Maçã. Já tem tempo que a Samsung vem fazendo isso — o último foi pra lá de esquisito! — e nesta semana ela veiculou mais um.

Veja só:

Impressionante como o usuário de iPhone se converteu rapidamente para o Galaxy S 4 por conta do recurso “matador” de pausar o vídeo olhando para o lado, não é mesmo? Adivinhe só, Samsung: there’s an app for that! 😛

Vale destacar também o “tiozão” bem ao estilo Steve Ballmer que a Samsung escolheu para representar usuários de iPhones, enquanto que o dono do S 4 é um garotão descolado e tal — mesma coisa que a Apple fazia com a Microsoft na campanha “Get a Mac”, mas convenhamos que o tiozão tem muito mais a ver com a empresa do Windows do que com a de iGadgets.

Enfim, nada demais — essa concorrência/rivalidade é até saudável para o mercado. Não há motivos para usuários e fãs de ambos os aparelhos/marcas saírem no tapa e começarem uma discussão por conta de comerciais assim. Cada um usa o que for melhor para si mesmo e ponto final. Tudo mundo sabe: religião, política, futebol e smartphones não se discute — ainda que usuários de Android estejam instalando temas que imitam o iOS 7 para que seus aparelhos fiquem parecidos com iPhones, o que culminou até mesmo num pedido da Apple ao Google para que um aplicativo clone da Central de Controle (Control Center) fosse removido do Google Play. 😛

O que se discute, sim, é a manipulação de dados só para sair bem na fita. E, de acordo com uma investigação da AnandTech, foi exatamente isso que a Samsung fez. Resumindo a história, a investigação concluiu que a sul-coreana otimizou o Galaxy S 4 para que ele rode aplicativos de testes de performance (benchmarks) de forma mais rápida que o normal. Isso mesmo. Em vários modelos do aparelho, a GPU trabalha em velocidades maiores (clock) quando esses apps de avaliação de desempenho estão rodando — velocidades essas que usuários/apps comuns não conseguem obter.

"Benchmark" do Galaxy S 4

Em determinados testes (GLBenchmark 2.5.1, Quadrant e AnTuTu), o chip Exynos 5 Octa foi capaz de rodar em 532MHz, sendo que ele normalmente é “travado” em 480MHz. Segundo os testes do AnandTech, os ganhos chegam a 11%.

O que isto significa, porém, é que você deve ser cuidadoso ao comparar o Exynos 5 Octa do Galaxy S 4 usando qualquer um dos benchmarks afetados com outros dispositivos e tirar conclusões baseadas nisso. Esta parece ser puramente uma otimização para produzir resultados reproduzíveis (e altos) em testes de CPU, oferecendo os mais altos benchmarks possíveis para o desempenho da GPU.

Acusada, a empresa negou [Google Tradutor] ter feito qualquer coisa nesse sentido, afirmando ainda que o chip pode, sim, chegar a 532MHz em qualquer aplicativo, desde que o app exija isso. Resta agora saber quem está dizendo a verdade.

Mas independentemente disso, botar um Galaxy S 4 para rodar em seu máximo pode não ser uma boa ideia. Olha só o que aconteceu com o aparelho apartamento de Du:

Incêndio provocado por um Galaxy S 4

Segundo o honcognguês, seu Galaxy S 4 era original, assim como todos os acessórios. O aparelho não estava carregando no momento do acidente; o smartphone simplesmente explodiu, do nada.

Claro que alguma falha causou isso e que acidentes como esse não são normais. Só que da mesma forma que divulgamos fatalidades envolvendo iPhones — ainda que nos últimos dois casos os culpados pelo acidente não foram os aparelhos da Apple e sim carregadores falsos —, é bom também frisar que esse tipo de coisa acontece também com a Samsung. Na verdade *qualquer* fabricante de eletrônicos está sujeita a isso.

[via iClarified: 1, 2; The Verge: 1; 2]

Posts relacionados

Comentários