★ Principios do Design de Interface Mobile

Design de Interface Mobile

INFORME PUBLICITÁRIO

Não importa o quanto você tente mensurar, o impacto dos smartphones e tablets na nossa sociedade é enorme, está em constante crescimento e veio para ficar.

A transferência de arquivos para as “clouds”, o fácil acesso à internet e as facilidades para se adquirir dispositivos móveis estão transformando nossa sociedade e a forma que acessamos informações da nossa vida pessoal.

Pesquisas apontam que o acesso à internet por dispositivos móveis ultrapassará o número de acessos pelo desktop. Porém mesmo o mercado mobile já sendo uma realidade, sua forma de trabalho é bem diferente dos meios tradicionais.

Se por um lado temos os computadores com suas telas grandes, do outro os dispositivos móveis, além de possuírem telas menores, têm certas limitações. O que de fato são fatores importantes na hora de desenvolvermos uma interface para mobile, pois temos que analisar alguns fatores antes mesmo de sair programando ou “rabiscando” telas.

Precisamos considerar as limitações de tamanho da tela, para adequar nosso design focando na experiência que o usuário terá na hora de utilizar o nosso aplicativo. Também devemos levar em consideração os aspectos de usabilidade, que devem ter tanta (senão até mais) importância quanto uma bela interface.

É nesse momento que uma parcela dos designers visam mais o lado visual do que o lado usual, esquecendo que às vezes um visual simples e com detalhes sutis possibilita uma navegação intuitiva e direta.

Porém mesmo depois de saber da importância da interface + usabilidade, precisamos de uma série de informações para direcionar esses pontos. Públicos diferentes exigem cuidados diferentes. Precisamos considerar informações como faixa etária, classe social, sexo, etc. para saber qual caminho seguir, tudo isso para adequarmos de forma consistente e fiel nosso aplicativo às necessidades do cliente/usuário.

Flat Design vs. Skeumorfismo

De um lado temos o famoso Skeumorfismo, que foi muito usado pela Apple e partia do principio do design que simula elementos do mundo real, como botões com efeitos tridimensionais, relevos, sombras, texturas imitando couro e madeira. Isso pensando no momento em que ninguém antes tinha utilizado uma tela de mobile touch, por isso achava-se adequado simular objetos do nosso dia-a-dia para tornar o uso fácil e intuitivo. Do outro temos o Flat Design com seu design amigável, honesto e sem muito adereços. Percebemos que esse conceito de design vem ganhando bastante força principalmente em 2013, data em que a Apple anunciou a migração da estrutura gráfica do seu sistema operacional móvel, para se adequar à nova tendência.

Design de Interface Mobile

Contudo, o Flat Design não é um conceito novo e algumas empresas vêm usando a sua estética há um certo tempo. Alguns exemplos são Facebook e Google. Muitos designers vêm defendendo o Flat Design como nova tendência na revolução do design digital.

Quando vemos o design ser mais persuasivo, nos colocamos a pensar se um dia teremos nos livros de história da arte, a história do design exibindo tendências do Skeumorfismo e do Flat Design de movimentos artísticos como foram Bauhaus e De Stijl.

Vale lembrar que, independentemente da escolha do estilo para o seu design, tanto Skeumorfismo quanto Flat, é sempre importante ter em mente a frase de um dos mais influentes designers de nossa era, o alemão Dieter Rams que disse em um dos seus dez princípios do bom design:

Bom design é o mínimo design possível.

Se você quiser saber mais sobre esse universo, a Quaddro Treinamentos lançou recentemente o curso Design de Interface Mobile, com 40 horas de conteúdo abrangendo tópicos como conceito de design, tipografia, psicologia das cores, wireframe e ferramentas Adobe Illustrator e Photoshop.

Quaddro Treinamentos
Rua Maestro Cardim, 1293 – 4º andar – São Paulo (SP)
Tel: (11) 3171-3080
Email: contato@quaddro.com.br
Site: www.quaddro.com.br

Posts relacionados