Pesquisa: touchscreens de iPhones deixam as de concorrentes no chinelo em termos de performance

Benckmark TouchMarks

É comum vermos diversos testes comparando iPhones com aparelhos de gerações passadas — e com dispositivos da concorrência. Esse, porém, me surpreendeu. Veja só:

Benckmark TouchMarks

Intitulado “TouchMarks”, o benchmark em questão usa uma câmera de 240 quadros por segundo e um dispositivo chamado Touchscope (criado pela empresa de jogos e apps Agawi) para medir o tempo de resposta de um app (ART, ou app response time) de vários smartphones. O ART nada mais é do que a latência entre o tempo que um usuário toca na tela do dispositivo e a resposta no display do aparelho.

A Apple trucidou a concorrência.

Peter Relan, presidente da Agawi.

Não, não estamos falando do iPhone 5s e sim do 5 — ainda que a tecnologia touchscreen seja a mesma nesses aparelhos, outros componentes ajudam na velocidade de resposta do toque na tela. Independentemente disso, o gráfico acima afirma que o tempo de resposta mínimo de apps (minimum app response time, ou MART) a um toque na tela de um iPhone 5 é duas vezes melhor (55 milissegundos) que o de outros aparelhos. Coloque nesse bolo GALAXY S 4 (114ms), Lumia 928 (117ms), HTC One (121ms) e Moto X (123ms). Detalhe: o segundo aparelho com a melhor resposta touchscreen é o iPhone 4 (85ms), que, mesmo lançado em 2010, ainda ficou na frente de aparelhos lançados em 2013!

A resposta de um app é julgada pela rapidez com que o aplicativo pode responder aos seus comandos. Smartphones com telas sensíveis ao toque que têm pontuações mais baixas parecem mais irritantes. Muito provavelmente é por isso que, para muitos usuários, o teclado do iPhone é mais ágil do que um teclado de telefone Android.

Rohan Relan, cofundador e CEO da Agawi.

Para a Awagi, é possível que os aparelhos da Apple estejam melhor calibrados para a captura/processamento de toques na tela do que outros dispositivos. Eles afirmam, porém, que precisam fazer testes mais abrangentes e que as diferenças de codificação podem ter alterado ligeiramente os resultados.

Ainda assim, os números mostram por que a qualidade na construção de um aparelho vai além de um visual bacana, de uma carcaça de alumínio ou de plástico, entre outras coisas.

E já que estamos falando de velocidade, acredite se quiser: o processador A7 (de iPhones 5s) tem um núcleo duplo, 1GB de RAM e roda a 1,3GHz. Ainda assim, segundo o AnandTech, ele é mais rápido do que todos os seus concorrentes em testes de performance, incluindo os processadores de quatro e oito núcleos do GALAXY S 4, que rodam a mais de 2GHz.

Abaixo, um vídeo comparando a velocidade de exportação do iPhone 5s e do 5, utilizando um mesmo filme criado no iMovie, realizado pelo Macs Future:

Para termos uma ideia do poder do iPhone 5s, ele marcou uma pontuação 2.552 no Geekbench, número bem próximo ao de um Mac mini fabricado no começo de 2010. Isso tudo dentro de uma carcaça de 123,8×58,6×7,6mm, pesando apenas 112g. Incrível, não?

[via VentureBeat, BGR, 9to5Mac]

Posts relacionados