“Hands-on”: as primeiras impressões de quem testou o novo Mac Pro

Mac Pro (traseira iluminada)

Durante o evento especial da Apple que aconteceu na semana passada, não foram apenas iPads (Air e mini com tela Retina) que ficaram à disposição dos convidados para que testes fossem feitos. O novo Mac Pro também ganhou um espaço em cima da mesa de hands-on.

Publicidade
Mac Pro (traseira iluminada) Mac Pro aberto

Levando em consideração a grande mudança que a Apple promoveu na máquina, achamos interessante trazer para o MacMagazine as opiniões de quem brincou um pouco com ele. Confira, abaixo:

Matthew Panzarino, do TechCrunch

Vimos algumas pessoas utilizá-lo [o Mac Pro] para edição de vídeos e fotos, e os resultados certamente pareciam suaves e impressionantes. Contudo, é difícil dizer como ele funcionará no mundo real, longe de uma demonstração controlada.

Equipe do AppleInsider

O computador também estava sendo demonstrado rodando o Final Cut Pro X num display 4K criado pela Sharp, conectado a uma ou mais das seis portas Thunderbolt 2 que equipam o Mac Pro. Com até 20Gbps de banda por canal, o Mac Pro pode se conectar a até 36 periféricos Thunderbolt, incluindo hard drives [HDDs], componentes de expansão PCI, caixas de áudio/vídeo e displays de alta resolução.

Chris Davies, do SlashGear

O resultado é uma torre que ainda surpreende por quão compactada ela é, e que você pode — colocando seus dedos ao redor da borda rebaixada no topo, que faz parte do sistema de ventilação — levantá-lo sozinho. Obviamente, você tem que desconectar todos os periféricos da parte de trás (o sensor de movimento entra em ação e ilumina todas as portas para você), mas ele faz com que a ausência de conexões na parte frontal do painel seja aceitável, já que é fácil virar a máquina e ver a parte traseira.

Joel Santo Domingo, da PCMag.com

O sistema é bem silencioso, especialmente quando está ocioso. Mas mesmo sob estresse, como fazendo streaming de 16 vídeos com resolução 4K, nós não pudemos ouvir a máquina no ambiente barulhento e relativamente vivo que estava a sala de demonstração. A máquina deverá ter um grande apelo entre profissionais de música e vídeo que precisam trabalhar em estúdios silenciosos.

Mark Prigg, do Stuff

Obviamente, o Mac Pro não visa usuários de computadores casuais; esses Xeons de 12 núcleos serão colocados para trabalhar em ilhas de edições, estúdios de efeitos visuais e outros ambientes de processamento intenso. Nós botamos o computador no seu devido lugar com algumas renderizações 3D ao vivo e os resultados foram incríveis; cenas complexas foram renderizadas quase que instantaneamente, e muitas delas demorariam muitos minutos em estações atuais topos-de-linha.

·   ·   ·

Os novos MacBooks Pro com tela Retina também foram comentados por alguns que já colocaram as mãos neles. No geral, como já destacamos aqui no site, foi uma atualização bem incremental (mais bateria, um pouco mais de desempenho, mais performance gráfica, novas portas Thunderbolt 2, Wi-Fi compatível com o novo padrão IEEE 802.11ac, etc.).

Publicidade

Darrell Etherington, do TechCrunch, por exemplo, enxergou pouca diferença entre o antigo e o novo modelo de 15 polegadas — ainda que o novo seja mais responsivo. No de 13 polegadas a diferença foi um pouco maior, já que ele ficou ainda mais leve e fino (1,61kg vs. 1,56kg; 1,9cm vs. 1,8cm).

Publicidade

Para terminar, vale a pena assistir novamente ao vídeo acima da Apple o qual mostra um pouco o processo de produção do novo Mac Pro — que, diferentemente de outros produtos da empresa, será feito nos Estados Unidos.

E fica a nossa torcida para que, junto do Mac Pro, que chega ao mercado em dezembro de 2013, a Apple lance também um novo display (quem sabe com o nome “Apple Retina Display” ou “Apple 4K Display”). Afinal, já passou da hora de o atual Thunderbolt Display sair de cena.

Posts relacionados