Em breve nós poderemos utilizar gadgets durante todo o voo, inclusive em decolagens e pousos

iPhone 5c em modo avião

iPhone 5c em modo aviãoO assunto envolvendo a utilização de gadgets durante todo o voo não é novo. Nós, por exemplo, falamos disso em março de 2012, quando a FAA (Federal Aviation Administration) começou a estudar a liberação do uso de iPads durante decolagens e pousos.

Não são poucas as companhias aéreas que estão trocando papéis por gadgets, afinal, fabricantes de aviões como a Airbus estão criando apps para iPads a fim de substituir as pesadas bolsas com manuais de voo. A American Airlines é uma delas e já tratou de equipar seus empregados com iPads.

Mas e nós, passageiros? Será que não podemos utilizar nossos Macs, iPads, iPhones e iPods touch durante todo o voo? Sim e não. 😛

Hoje, a FAA determinou que companhias aéreas podem, sim, expandir a utilização de PEDs (portable electronic devices, ou aparelhos eletrônicos portáteis) durante todas as fases de voos. O órgão inclusive já está fornecendo as instruções necessárias — e seguras — para as companhias. Ou seja, o aval está dado. Porém, para que a coisa comece mesmo de fato, é preciso que as companhias aéreas implementem essas novas instruções fornecidas pela FAA.

Obviamente encaramos a notícia de forma muito positiva, mas uma dúvida surgiu: e aqui no Brasil, como fica? O MacMagazine entrou em contato com a assessoria de imprensa da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e a resposta que eles nos deram foi bastante animadora, confira:

Em relação à divulgação da FAA sobre o uso de equipamentos eletrônicos (PEDs) a bordo

O uso de PEDs a bordo continua com as mesmas restrições nos EUA enquanto as companhias aéreas não seguirem as novas recomendações da FAA e demonstrarem que sua frota pode operar de forma segura com uso desses equipamentos eletrônicos pelos passageiros. A principal mudança nas novas recomendações é que esta demonstração poderá se feita de maneira mais simplificada, com base nas características já conhecidas das aeronaves, e não requererá testes adicionais, apenas análise de risco e imunidade a interferências.

A FAA criou no início deste ano um comitê (ARC, Aviation Rulemaking Committee) para estudar o assunto, com a participação de especialistas de empresas aéreas, fabricantes de aeronaves, grupos de passageiros, associações de pilotos, comissários de bordo e fabricantes de PEDs. A tarefa do ARC foi avaliar e fazer recomendações sobre qual seria a melhor forma de esclarecer e promover a liberação adicional para uso de PEDs a bordo. Esse trabalho foi concluído e divulgado pela FAA hoje, 31/10/2013, juntamente a alguns procedimentos que já orientam as companhias aéreas sobre como podem avaliar a expansão do uso de PEDs em sua frota.

O posicionamento da ANAC

Com o objetivo de atualizar os protocolos adotados atualmente, a ANAC já está avaliando os procedimentos adotados pela FAA e o relatório do comitê. Considerando que ANAC possui um acordo bilateral de cooperação técnica com a FAA, este resultado também será utilizado pela ANAC para permitir a expansão do uso de PEDs a bordo nas aeronaves brasileiras, facilitando a liberação para os operadores aéreos e usuários brasileiros.

No Brasil, essa expansão no uso de PEDs deverá ser promovida pela ANAC junto aos operadores. Até que isso seja feito e se possa garantir que essa operação é segura, as restrições atuais devem continuar sendo seguidas.

Ótima notícia, não é mesmo? 🙂

Posts relacionados

Comentários