Minhas primeiras impressões sobre o iPad Air

iPad Air

Um dia após o iPad Air chegar oficialmente às lojas — e encarando uma fila mista de pessoas para comprar tanto o iPhone 5s quanto o novo iPad — consegui pôr as mãos no tablet.

iPad AiriPad Air

A experiência de primeiro contato com o iPad Air muda de acordo com o ângulo e do sentido (visão ou toque). Explico: se você já conhece iPads de gerações passadas, ao chegar perto do Air não nota muita diferença (a diferença de espessura só é possível notar bem de perto, mesmo). Além disso, vendo o aparelho de frente, apesar de as margens serem menores, não senti tanta diferença assim. Mas ao segurar o iPad Air e sentir o seu peso, aí a coisa muda de figura!

Quando Phil Schiller (vice-presidente sênior de marketing da Apple) disse na apresentação do novo gadget que só daria para sentir a diferença tocando o aparelho, ele não exagerou. Eu consegui segurar o iPad Air praticamente com as pontas dos dedos da mão esquerda (minha mão mais fraca) — deu até mesmo para virá-lo em vários ângulos.

iPad Air

Agora, ao virar o iPad Air, dá para notar claramente que ele ficou mais fino. E as novas combinações de cores (cinza espacial e prateado) ficaram realmente bonitas nele. 🙂

Quanto à velocidade, não pude testar grandes aplicações, mas por estar utilizando o iOS 7 desde suas primeiras versões betas, acho que treinei um pouco meus olhos a ver uma melhor fluidez a cada upgrade. No caso do iPad Air, ao abrir/fechar as pastas e transitar entre telas eu tive a impressão de que tudo acontece de forma mais natural e muito rápida. Quer notar ainda mais diferença? Utilize o iPad Air por um tempo e depois volte a brincar com algum antigo (de quarta geração). Fazendo isso, o aparelho novo parece ser muito mais rápido — testes inclusive mostraram que ele chega a ser 80% mais ágil que o modelo anterior.

iPad AiriPad Air

Na loja que passei não tinham todos os modelos. Mesmo assim, nem todos na fila estavam lá para comprar o iPad Air — muitos estavam à procura do iPhone 5s. Então, se você estiver pensando em comprar um iPad Air em algum dos muitos países onde ele já está à venda, creio que não terá problemas — pelo menos se tudo continuar assim, como hoje. Os estoques deverão até mesmo se normalizar bem mais rápido que os de iPhones 5s, acredito.

Aproveitei também e comprei logo as novas Smart Cases, tanto para o iPad Air quanto para o mini (a do mini eu comento num outro post, mas elas já estão à venda, antes mesmo de o modelo de segunda geração, com tela Retina, ter chegado).

Smart Case amarela para iPad AirSmart Case azul para iPad Air

Algumas cores tiveram mudanças de tonalidade, ficando mais coloridas — a amarela, por exemplo, ficou bem ao estilo “marca texto”, enquanto a azul ficou que nem “cuequinha de bebê”. Confesso que comprei uma de cada, mas, como não se me acostumarei com elas, garanti também uma preta básica. 😛

Nas redes sociais, algumas pessoas já me perguntaram se vale a pena trocar do iPad de quarta geração pelo Air. Apesar do salto em performance, o iPad anterior já tinha um ótimo desempenho, então não acho que isso seja um diferencial tão importante assim. Agora, se o peso do modelo de quarta geração lhe incomoda, a troca é mais do que recomendada — e você ainda ganha mais 80% de performance de brinde! 😛

O nosso leitor Renato Alan Promenzio (cinéfilo de carteirinha que toda quinta-feira nos contempla com sua opinião no “Filme da semana”) também já colocou as mãos num iPad Air e comentou rapidamente o que está achando dele, confira:

iPad AiriPad Air

Realmente ele está mais leve e um pouco mais fino, porém o que mais me impressionou mesmo foi a largura, que diminuiu quase um dedo. No mais, a câmera parece ter melhorado e o iOS 7 traz “nativamente” os apps Pages, Numbers, Keynote, iPhoto, iMovie e GarageBand.

As cores também mudaram, agora ele vem nas opções prateado (com bordas brancas) e cinza espacial (com bordas pretas). Ficou charmoso e fácil de manusear. É claro que tem a coisa de ser um novo gadget que eu acabei de comprar, mas não consigo largar ele — meu iPhone 5 já está de lado. 😛

iPad Air

Com o iPad Air a Apple fez aquilo que faz de melhor: manteve o que o antigo modelo tinha de bom e atualizou exatamente as coisas que já estavam começando a incomodar consumidores, como o peso e as grandes margens laterais.

Posts relacionados

Comentários