↪ Google paga US$17 milhões para mais um acordo envolvendo violação de privacidade no Safari

Espião

Espião

Publicidade

Espião via Shutterstock.

O Google vai pagar US$17 milhões para pôr fim às acusações de 37 Estados e do Distrito de Colômbia de que rastreou, secretamente, usuários de internet colocando arquivos digitais especiais nos navegadores de seus smartphones.

O acordo, anunciado na segunda-feira [18/11], termina uma investigação de quase dois anos pelos Estados sobre as alegações de que o Google ignorou as configurações de privacidade de clientes que utilizam o browser Safari, da Apple, colocando “cookies” no navegador.

No fim de 2012, o Google já havia entrado em acordo com a Federal Trade Commission (agência independente do governo americano), pagando uma multa de US$22,5 milhões. O problema, aqui, é o mesmo de antes: dinheiro pode ser problema para algumas empresas, mas para o Google, não. Multas desse tipo não fazem nem cócegas na companhia e acabam não servindo ao seu real propósito — que é o de evitar novos deslizes como esse. [Reuters]

[via Daring Fireball]

Publicidade

Posts relacionados