Apple leva multa de R$1,6 milhão por tentar interferir na venda de iPhones em Taiwan

Multidão no distrito de Ximending, em Taiwan

A Comissão de Comércio de Taiwan emitiu, em plano Natal, uma multa de 20 milhões de novos dólares taiwaneses (cerca de R$1,6 milhão) contra a Apple por ela tentar interferir na venda de iPhones na República da China.

Multidão no distrito de Ximending, em Taiwan

Multidão no distrito de Ximending, em Taiwan | SeanPavonePhoto, via Shutterstock.

De acordo com o WSJ.com, a Apple teria violado uma lei local ao determinar às três grandes operadoras de telefonia celular locais (Chunghwa Telecom, Far Eastone Telecommunication e Taiwan Mobile) por quanto deveriam comercializar iPhones — chegando ao ponto de obrigar duas delas a fazerem ajustes nas taxas cobradas por seus serviços.

Segundo a Comissão, as telecoms podem revender iPhones e seus planos como bem entenderem após assinarem um acordo de distribuição com a Apple. Esta poderá apelar da decisão, mas caso não cumpra com as determinações poderá ver essa multa mais do que dobrar.

O valor da punição em si é irrisório para a Apple e ela não se aplica a outros produtos (como iPads), mas é interessante ver órgãos governamentais se impondo contra esse tipo de controle exacerbado. Tais atitudes acabam por limitar a concorrência e prejudicar o consumidor final.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários