A inauguração da Apple Retail Store – VillageMall, a primeira da América Latina [atualizado]

Apple Retail Store - VillageMall

Daqui a pouquinho, às 23 horas, a Apple Retail Store – VillageMall finalizará o seu primeiro dia oficial de atividade. A loja, a primeira da Maçã na América Latina, foi inaugurada hoje às 11 horas da manhã com grande pompa.

Apple Retail Store - VillageMall

Fotografia oficial da Apple.

Antes de mergulharmos no relato completo desse evento histórico, façamos um rápido apanhado da coisa toda.

A primeira notícia sobre a chegada de uma Apple Store ao Brasil foi dada pelo MacMagazine em 12 de novembro de 2012. Um dia depois, a empresa confirmou que iria abrir uma Retail Store no Rio de Janeiro e uma semana mais tarde descobriu-se o provável local para ela: o shopping de luxo VillageMall, na Barra da Tijuca — algo que só foi “confirmado” mesmo a partir de um registro encontrado na Junta Comercial de São Paulo. Ainda vieram rumores sobre a data de abertura, trouxemos detalhes sobre o processo seletivo, destacamos a grandeza da loja e a comparamos com a de Stanford, acompanhamos as obras por dentro e noticiamos quando elas foram finalizadas, trouxemos a informação da data de abertura com antecedência, acompanhamos a oficialização dela, falamos o que muda com essa loja e, é claro, publicamos uma grande galeria de fotos dela.

E o grande dia chegou! 😀 A minha aventura, especificamente, começou na madrugada da quinta pra sexta-feira, quando peguei um voo de Salvador para o Rio. Aqui na Cidade Maravilhosa encontrei o Eduardo Marques e por volta das 19 horas partimos para a Barra, onde iríamos encontrar o resto do pessoal — incluindo, é claro, o Breno Masi.

A fila em frente à loja começou ainda na manhã de sexta-feira, mas por volta das 21 horas passamos por lá e ela tinha menos de 15 pessoas — então fomos tranquilamente jantar ali perto. A brincadeira começou para valer, para nós, por volta das 23 horas. A essa altura a fila já tinha cerca de 80 pessoas e, às 23h30, uma equipe do VillageMall encaminhou todos os mais de 100 presentes ao seu espaço de convenções onde ficaríamos o resto da noite.

Para quem, como nós, se aventurou a virar a noite na fila, a experiência foi muito agradável. O espaço era bastante amplo, com capacidade para 250 pessoas, totalmente climatizado, com banheiros de sobra e até algumas cadeiras, mesas e pufes espalhados para o uso de todos. A circulação para fora do espaço era liberada, mas nesse caso a pessoa perdia a sua pulseira numerada e, na volta, pegava uma referente ao final da fila. Nada mais justo.

Assim como faz no seu dia-a-dia, o VillageMall ofereceu durante toda a madrugada para os aventureiros água mineral e maçãs à vontade. Por volta das 8h30 da manhã, já com a participação de empregados da Apple (a maioria deles de fora, diga-se), a fila foi novamente organizada e levada para a frente da loja. Lá, ainda fomos servidos com pães e sucos variados. Nada mau! 😉

Durante a espera restante de cerca de duas horas, o MacMagazine fez algumas brincadeiras com os mais de 350 presentes e distribuiu brindes diversos.

Um pouco antes da abertura da loja pra valer, contamos mais de 1.200 pessoas presentes na fila. O Jornal O Globo falou em mais de 1.700, porém.

Pontualmente às 11 horas da manhã, após uma rápida contagem regressiva, a loja foi finalmente aberta com grande comemoração e animação — por parte de todos os presentes, incluindo não só os visitantes/consumidores, mas também todo o staff de 45 pessoas da loja e um grupo grande de gerentes e executivos da Apple de diversas partes do mundo. Estava lá inclusive Steve Cano, vice-presidente de varejo da Apple — o qual em breve responderá diretamente a Angela Ahrendts.

O CEO Tim Cook não apareceu, mas deixou a sua mensagem no Twitter:

Conforme prometido, a Apple entregou camisetas comemorativas para os cerca de 1.500 primeiros visitantes da loja. Muitos não perderam a oportunidade de criticar o design simplista; ela realmente poderia ter personalizado a coisa mais com a cara do Brasil e/ou do Rio de Janeiro, mas é fato que esse mesmo estilo já foi usado em inaugurações de lojas em várias cidades no exterior.

A loja do VillageMall é apenas a primeira da Apple no Brasil, mas mesmo sendo de shopping já impressiona pela sua fachada de 30 metros e disposição interna baseada no estilo “pavillion”. Ela é mesmo quase idêntica à Apple Retail Store – Stanford, em Palo Alto, sendo talvez um pouco menor apenas. Na área frontal ficam todos os produtos da Apple (incluindo o novíssimo Mac Pro), enquanto na traseira encontram-se acessórios e toda a área de serviços, incluindo Genius Bar, One to One e um espaço para crianças.

Não seria justo para nós fazer uma avaliação da loja no dia da sua inauguração, ainda que seja obrigação deles ter tudo funcionando a contento. Só que estamos falando de seres humanos como todos nós, os quais também ficam nervosos não importa quanto treinamento tenham recebido. E é inegável que o fluxo de pessoas numa inauguração só se repete, talvez, em dias de lançamentos de novos produtos (como iPhones e iPads). Ou seja, a situação é bem atípica.

Ainda assim, a Apple conseguiu provar que conseguirá oferecer no Brasil uma experiência em sua loja oficial (e em outras futuras) equiparada ou até melhor com a que muitos de nós já estamos acostumados a ver no exterior. O MacMagazine conversou com diversos empregados, tirou dúvidas sobre produtos, realizou compras e até recebeu atendimento no Genius Bar. Nem tudo foi perfeito, algumas coisas demoraram mais do que deveriam, mas reiteramos que estamos falando de um dia totalmente atípico. Aliás, arrisco a dizer também que o staff da loja ainda não está 100% pronto e que esse número de 45 profissionais ainda deverá aumentar um pouco.

Falando especificamente da experiência de compra da loja, esse talvez seja um dos pontos de mais peculiares em relação às Apple Retail Stores do exterior. No lado positivo, aqui no Brasil podemos parcelar compras em até 12 vezes ou obter 10% de desconto no pagamento à vista — assim como ocorre na Apple Online Store. No negativo, a obrigatoriedade de a empresa emitir notas fiscais impressas para cada compra, o que a forçou a posicionar dois caixas nas extremidades laterais da loja onde todos os pagamentos são realizados. No exterior, os empregados andam com iPods touch equipados com um acessório especial e você pode comprar coisas em qualquer lugar da loja, inclusive podendo optar por ter o recibo da compra enviado diretamente para o seu email. Aqui a Apple também emite os seus tradicionais recibos, mas eles por si só não são suficientes.

A Apple Store do VillageMall também marcou o lançamento de diversos produtos/acessórios que antes não eram comercializados no Brasil. A diversidade é muito grande e, mesmo com preços muitas vezes considerados proibitivos, a movimentação nos caixas da loja foi quente durante todo o dia. Muitos também saíram felizes da vida com novos Macs, iPads, iPods, etc.

Não só a visita à loja valeu a pena. A virada da noite, as horas que antecederam a abertura e a própria permanência dentro da loja durante toda a manhã e boa parte da tarde foi muito bacana para todos nós, que tivemos a oportunidade de conhecer e bater papos com muitos de vocês que nos acompanham diária e virtualmente aqui no site. Gostaríamos de deixar o nosso mais sincero agradecimento a todos pelo carinho e pelas inúmeras mensagens de elogio que recebemos. A confraternização foi muito legal!

A nossa cobertura da inauguração ainda não acaba aqui. Estamos editando um vídeo completo sobre o grande evento e esperamos publicá-lo aqui no site até terça, mais tardar quarta-feira. Fiquem ligados! 😉

Atualização · 14/03/2014 às 17:44

Confira o vídeo da inauguração aqui.

Posts relacionados

Comentários