Peter Oppenheimer, CFO da Apple, se aposentará no fim de setembro de 2014

Peter Oppenheimer, CFO da Apple

Peter Oppenheimer, CFO da AppleAinda ontem nós comentamos que Peter Oppenheimer (CFO da Apple) entrou para o conselho de administração do banco de investimentos Goldman Sachs. Eis que poucas horas depois a Maçã informou — através de um comunicado para a imprensa — que Oppenheimer se aposentará no fim de setembro de 2014.

Luca Maestri, atual vice-presidente de finanças e controlador corporativo, substituirá o atual diretor financeiro, respondendo diretamente a Tim Cook (CEO da empresa) — a transição do cargo começará em junho.

Peter foi nosso CFO durante a última década, quando nossa receita anual cresceu de US$8 bilhões para US$171 bilhões e expandimos nossos negócios globalmente de uma forma drástica. Sua orientação, liderança e experiência têm sido instrumentais para o sucesso da Apple, não só como nosso CFO, mas também em muitas áreas além de finanças, já que frequentemente trabalha em atividades adicionais para ajudar toda a empresa. Sua contribuição e integridade como nosso CFO criou um novo marco para CFOs de empresas públicas. Peter é também um querido amigo que eu sempre soube que poderia contar. Embora eu esteja triste em vê-lo ir embora, estou feliz que ele terá tempo para si mesmo e para sua família. Como todos nós que conhecemos ele podíamos esperar, Oppenheimer criou um plano de sucessão profissional a fim de garantir que a Apple não perca seu ritmo.

Tim Cook, CEO da Apple.

O comunicado também falou um pouco sobre o futuro diretor financeiro:

Luca tem mais de 25 anos de experiência global em gestão financeira sênior, incluindo papéis como CFO de empresa pública, e estou confiante de que ele será um grande CFO na Apple. Quando estávamos recrutando um controlador de empresa, encontramos Luca e sabíamos que ele se tornaria o sucessor de Peter. Suas contribuições para a Apple já têm sido significativas em seu tempo com a gente e ele rapidamente ganhou o respeito de seus colegas em toda a empresa.

Antes de se juntar à Apple, em 2013, Maestri foi CFO da Nokia Siemens Networks e da Xerox. Antes disso, Maestri trabalhou mais de 20 anos na General Motors, onde foi CFO da equipe responsável pela reestruturação de toda a operação da empresa no Brasil e na Argentina. Posteriormente se tornou CFO da operação europeia — além disso, o executivo morou e trabalhou nos seguintes países: Itália, Polônia, Irlanda, Suíça, Singapura, Tailândia, Brasil, Alemanha e, é claro, Estados Unidos.

Abaixo, o pronunciamento de Oppenheimer:

Eu amo a Apple e as pessoas com as quais eu tive o privilégio de trabalhar, e depois de 18 anos aqui, chegou a hora de dedicar mais tempo a mim e à minha família. Por um bom tempo, eu quis morar na costa central da Califórnia e me envolver mais na Cal Poly [Universidade Politécnica do Estado da Califórnia], minha alma mater; passar mais tempo com minha esposa e filhos; viajar para lugares interessantes do mundo; e algo que eu sempre quis por anos — concluir os requisitos para a minha licença de piloto.

Como CFO, Oppenheimer supervisiona o controlador (no caso, Maestri), a tesouraria, as relações com investidores, os impostos, os sistemas de informações, as auditorias internas e as funções das instalações. Ele começou na Apple em 1996 como controlador para as Américas, e em 1997 foi promovido a vice-presidente e controlador de vendas em todo o mundo; em seguida foi promovido a controlador corporativo, antes de ser nomeado CFO.

Como a receita anual da Apple cresceu mais de 20 vezes durante seu tempo de diretor financeiro, ele tem supervisionado o desenvolvimento de uma estratégia financeira global disciplinada, sistemas e procedimentos eficazes, e um balanço muito forte. Sob sua liderança, a Apple construiu uma equipe de finanças de classe mundial. Além disso, Oppenheimer gerenciou todas as instalações/expansões da Apple, incluindo a adição de quatro data centers e do futuro/novo campus da Apple em Cupertino, o qual será alimentado por energia renovável.

Posts relacionados

Comentários