Marissa Mayer quer convencer Apple a trocar o Google pelo Yahoo como buscador padrão do iOS

Logo do Yahoo

Há um ano nós comentamos aqui que Apple e Yahoo estariam conversando para aumentar parceria dentro do iOS — para quem não sabe, o Yahoo é responsável por ceder as informações dos apps nativos Tempo e Bolsa. Contudo, apesar da vontade do Yahoo, essa discussão não envolveu a busca padrão do Safari.

Busca do Yahoo no iOS

Hoje, Kara Swisher (ex-AllThingsD e agora do Re/code) afirmou com todas as letras que Marissa Mayer (ex-vice-presidente de serviços geográficos e locais do Google, agora CEO do Yahoo) quer de qualquer maneira colocar o sistema de buscas de sua empresa como opção padrão no sistema operacional móvel da Maçã.

A CEO já teria até mesmo preparado alguns mockups com todo o visual desse sistema e pretende apresentar tudo para executivos da Apple. Nenhuma conversa oficial entre as empresas aconteceu ainda, mas Mayer já teria compartilhando a ideia com alguns executivos importantes da firma de Cupertino, como por exemplo Jony Ive (chefão de design).

Obviamente será preciso mais do que uma conversa e mockups para convencer a Apple de fazer a troca. É verdade que a relação da Maçã com o Google já foi muito melhor (antes de o Android existir), mas daí a trocar a busca do Google pela do Yahoo são outros quinhentos.

De acordo com Swisher, duas coisas atrapalham os planos de Mayer:

  1. O Yahoo ainda não tem tecnologia suficiente para montar um serviço de busca móvel comparável ao do Google — ainda que existam duas iniciativas internas (Fast Break e Curveball, focadas em buscas móveis/contextuais) para que a empresa retome uma posição relevante, de liderança em algoritmos e publicidade em buscas.
  2. A Apple preza pela experiência do usuário e sabe que, hoje, a oferta do Google é a melhor do mercado — sem contar, é claro, o contrato entre as empresas. Ou seja, até que as coisas ao menos se equiparem, é muito difícil pensar numa troca como essa.

A tarefa de Mayer não é fácil, mas não custa lembrar que ela é ex-cria do Google e, ao que tudo indica, entende bastante do assunto. Pode demorar para que algo assim aconteça, mas sem dúvida nenhuma a ideia de deixar o Google de lado, dando um duro golpe na gigante de buscas, deve soar muito bem aos ouvidos de alguns executivos da Apple — e Mayer, que não é boba nem nada, tem tudo para se aproveitar disso.

Posts relacionados

Comentários