Apple divulga resultados do seu segundo trimestre fiscal de 2014: receita de US$45,6 bilhões, lucro de US$10,2 bilhões [atualizado 2x]

Logo da Apple

Logo da AppleA Apple acaba de anunciar seus resultados financeiros referentes ao segundo trimestre fiscal de 2014, cujo período foi finalizado em 29 de março de 2014.

A companhia divulgou uma receita trimestral de US$45,6 bilhões, com lucro líquido de US$10,2 bilhões — ou US$11,62 por ação diluída. Os resultados comparam-se a US$43,6 bilhões, US$9,5 bilhões e US$10,09, respectivamente, no segundo trimestre fiscal de 2013. Analistas esperavam, em média, uma receita de US$43,8 bilhões e ganhos de US$10,41 — ou seja, ela os superou com folga.

A margem bruta no período foi de 39,3%, contra 37,5% há um ano — mais um número que superou as expectativas médias, que eram de 37,8%. As vendas internacionais da empresa compreenderam 66% de toda a sua receita no trimestre.

Em um PDF, a Apple listou os números de vendas: 43,7 milhões de iPhones (contra 37,4 milhões há um ano, crescimento de 17%), 16,4 milhões de iPads (contra 19,5 milhões, queda de 16%), 4,1 milhões de Macs (contra 3,9 milhões, crescimento de 5%) e 2,8 milhões de iPods (contra 5,6 milhões, queda de 51%). As vendas de iPhones surpreenderam positivamente (esperava-se 38,3 milhões), enquanto as de iPads, negativamente (analistas apostavam em 19,4 milhões).

Declaração do CEO (diretor executivo) Tim Cook:

Nós estamos muito orgulhosos com os nossos resultados trimestrais, especialmente com vendas fortes de iPhones e uma receita recorde de serviços. Estamos ansiosos para introduzir novos produtos e serviços que só a Apple poderia trazer para o mercado.

E uma do CFO (executivo-chefe de finanças) Peter Oppenheimer:

Nós geramos US$13,5 bilhões em fluxo de caixa de operações e devolvemos quase US$21 bilhões em dinheiro para acionistas através de dividendos e recompra de ações durante o trimestre de março. Isso leva nossos pagamentos cumulativos dentro do nosso programa de retorno de capital para US$66 bilhões.

Olhando à frente para o terceiro trimestre fiscal de 2014, a Apple espera uma receita entre US$36 e US$38 bilhões, uma margem bruta entre 37% e 38%, gastos operacionais entre US$4,4 e US$4,5 bilhões, outras despesas de US$200 milhões e uma taxa de impostos de 26,1%.

Como de praxe, a Apple realizará em instantes uma conferência ao vivo, via QuickTime, para divulgar e comentar todos esses números. O MacMagazine acompanhará ela de perto e trará ainda hoje mais tarde um resumão com os principais destaques.

Expansão do programa de retorno de capital

A Apple também anunciou hoje que está expandindo o seu programa de retorno de capital a acionistas, já aprovado pelo conselho da empresa. Ela espera agora devolver mais de US$130 bilhões em dinheiro até o final do ano de 2015.

Divisão das ações

Surpreendentemente, o conselho da Apple também anunciou uma divisão das ações da empresa em sete-para-um. As negociações dos papéis da companhia no novo valor ajustado começarão em 9 de junho de 2014.

Atualização · 23/04/2014 às 18:00

E pelo jeito Wall Street gostou das novidades: nas negociações pós-fechamento dos pregões da NASDAQ, as ações da Apple [AAPL] estão neste momento disparando mais de 7%, cotadas a US$562.

Atualização II · 23/04/2014 às 18:15

O MacRumors compilou dois gráficos interessantes para uma melhor visualização de alguns desses números. Confira:

Gráfico de resultados da Apple

·   ·   ·

Gráfico de resultados da Apple

Posts relacionados

Comentários