Apple divulga resultados do seu segundo trimestre fiscal de 2014: receita de US$45,6 bilhões, lucro de US$10,2 bilhões [atualizado 2x]

Logo da Apple

Logo da AppleA Apple acaba de anunciar seus resultados financeiros referentes ao segundo trimestre fiscal de 2014, cujo período foi finalizado em 29 de março de 2014.

Publicidade

A companhia divulgou uma receita trimestral de US$45,6 bilhões, com lucro líquido de US$10,2 bilhões — ou US$11,62 por ação diluída. Os resultados comparam-se a US$43,6 bilhões, US$9,5 bilhões e US$10,09, respectivamente, no segundo trimestre fiscal de 2013. Analistas esperavam, em média, uma receita de US$43,8 bilhões e ganhos de US$10,41 — ou seja, ela os superou com folga.

A margem bruta no período foi de 39,3%, contra 37,5% há um ano — mais um número que superou as expectativas médias, que eram de 37,8%. As vendas internacionais da empresa compreenderam 66% de toda a sua receita no trimestre.

Em um PDF, a Apple listou os números de vendas: 43,7 milhões de iPhones (contra 37,4 milhões há um ano, crescimento de 17%), 16,4 milhões de iPads (contra 19,5 milhões, queda de 16%), 4,1 milhões de Macs (contra 3,9 milhões, crescimento de 5%) e 2,8 milhões de iPods (contra 5,6 milhões, queda de 51%). As vendas de iPhones surpreenderam positivamente (esperava-se 38,3 milhões), enquanto as de iPads, negativamente (analistas apostavam em 19,4 milhões).

Publicidade

Declaração do CEO (diretor executivo) Tim Cook:

Nós estamos muito orgulhosos com os nossos resultados trimestrais, especialmente com vendas fortes de iPhones e uma receita recorde de serviços. Estamos ansiosos para introduzir novos produtos e serviços que só a Apple poderia trazer para o mercado.

E uma do CFO (executivo-chefe de finanças) Peter Oppenheimer:

Nós geramos US$13,5 bilhões em fluxo de caixa de operações e devolvemos quase US$21 bilhões em dinheiro para acionistas através de dividendos e recompra de ações durante o trimestre de março. Isso leva nossos pagamentos cumulativos dentro do nosso programa de retorno de capital para US$66 bilhões.

Olhando à frente para o terceiro trimestre fiscal de 2014, a Apple espera uma receita entre US$36 e US$38 bilhões, uma margem bruta entre 37% e 38%, gastos operacionais entre US$4,4 e US$4,5 bilhões, outras despesas de US$200 milhões e uma taxa de impostos de 26,1%.

Publicidade

Como de praxe, a Apple realizará em instantes uma conferência ao vivo, via QuickTime, para divulgar e comentar todos esses números. O MacMagazine acompanhará ela de perto e trará ainda hoje mais tarde um resumão com os principais destaques.

Expansão do programa de retorno de capital

A Apple também anunciou hoje que está expandindo o seu programa de retorno de capital a acionistas, já aprovado pelo conselho da empresa. Ela espera agora devolver mais de US$130 bilhões em dinheiro até o final do ano de 2015.

Divisão das ações

Surpreendentemente, o conselho da Apple também anunciou uma divisão das ações da empresa em sete-para-um. As negociações dos papéis da companhia no novo valor ajustado começarão em 9 de junho de 2014.

Publicidade

Atualização · 23/04/2014 às 18:00

E pelo jeito Wall Street gostou das novidades: nas negociações pós-fechamento dos pregões da NASDAQ, as ações da Apple [AAPL] estão neste momento disparando mais de 7%, cotadas a US$562.

Atualização II · 23/04/2014 às 18:15

O MacRumors compilou dois gráficos interessantes para uma melhor visualização de alguns desses números. Confira:

Gráfico de resultados da Apple

·   ·   ·

Gráfico de resultados da Apple

Posts relacionados