Saiba exatamente como o iOS 7.1.1 melhorou a precisão do Touch ID

Botão Home (Touch ID) do iPhone 5s

O iOS 7.1.1 trouxe, entre outras coisas, correções e melhorias gerais no reconhecimento de impressões digitais do Touch ID, disponível — por enquanto — apenas em iPhones 5s.

Botão Home (Touch ID) do iPhone 5s

Mas o que exatamente mudou? Brunce Schneier achou este interessante texto no Reddit, do usuário iOSecure. Veja só:

O Touch ID faz uma foto do seu dedo com 88×88 pixels (500ppi) e envia temporariamente a informação para um local de cache seguro próximo da RAM, depois a informação é vetorizada e redirecionada para um lugar seguro localizado na parte superior esquerda do [processador] A7, ao lado do [co]processador M7, e imediatamente descartado depois de processado. A foto da impressão digital capta fluxos de cume subcutâneos (camada interna da pele) para evitar a perda de precisão se você tem micro-cortes ou detritos sobre o seu dedo.

Com o iOS 7.1.1, a Apple agora tira múltiplas fotos de cada posição do dedo que você usa para configurar em vez de uma única, e usa algoritmos para prever potenciais erros que poderiam acontecer no futuro. O Touch ID deveria melhorar gradualmente a precisão em cada scan mas o problema era que, se você não escanear bem [o dedo] na configuração, isso poderia arruinar a sua experiência até você reconfigurar o seu dedo. O iOS 7.1.1 não só elimina esse problema e aumenta a precisão, mas também reduz bastante os cálculos que o iPhone 5s tem que fazer enquanto desbloqueia o dispositivo, o que significa que você deve conseguir desbloquear o aparelho mais rapidamente.

Não está claro se o usuário precisa fazer um recadastramento das impressões digitais no iOS 7.1.1 para melhorar o desempenho — na dúvida, não custa nada refazer o processo.

Por essas e outras a Apple “testou” o Touch ID apenas em iPhones 5s: para melhorar e amadurecer o recurso. Vamos agora torcer para que ele chegue a outros iGadgets. 🙂

[via Cult of Mac]

Posts relacionados