Governo gastará R$118 mil para comprar iPhones 5s e outros smartphones para deputados

Foto externa do Congresso Nacional

Nós temos o iPhone — e muitos outros produtos — mais caro do mundo, e isso não é novidade para ninguém. Você, como eu (um mero mortal), precisa desembolsar minimamente R$2.519,10 (isso pagando à vista) para adquirir um iPhone 5s em nosso país. Complicado, né? Mas fique tranquilo: você está comprando um iPhone 5s sem saber. Um não, vários! Só que não é para andar no seu bolso, e sim nos de deputados.

Publicidade

De acordo com a Folha de S. Paulo, a Câmara abrirá amanhã (dia 8 de maio) uma cotação para a compra de 43 novos celulares que deverão ser oferecidos a integrantes da Mesa Diretora e aos líderes dos partidos.

Foto externa do Congresso Nacional

Foto externa do Congresso Nacional, por Reynaldo Stavale.

Publicidade

Mas é claro que não é qualquer celular. Os técnicos da Câmara escolheram os seguintes modelos: iPhone 5s, Lumia 1020 e Galaxy S4, ou seja, com exceção do S4, os topo-de-linha do mercado de Apple, Nokia e Samsung comercializados aqui no Brasil. Ainda de acordo com a matéria, será avaliada a compra de 50 outros aparelhos (modelos mais simples) os quais seriam divididos entre a Secretaria de Comunicação e o Departamento de Polícia. No total, o “investimento” deverá chegar a R$118 mil.

Atualmente os integrantes cúpula e líderes partidários têm direito a duas linhas telefônicas sem limites de gasto (com ligações locais, regionais e internacionais). Já os 513 deputados têm direito a seis linhas, com as despesas entrando na verba para exercício da atividade parlamentar (que varia de R$21 mil a R$44 mil, dependendo do Estado).

Hoje, os parlamentares utilizam aparelhos Nokia E72 fornecidos por duas operadoras, de forma gratuita. Porém, muitos optam por utilizar apenas o chip, usando outro modelo de smartphone por conta própria. A Câmara informou que considera a troca da permuta pela aquisição vantajosa pois o custo do pacote de dados/voz poderá ser reduzido quando os parlamentares passarem a utilizar “aparelhos próprios”.

Publicidade

Já que a gente está ajudando os deputados a andar com os melhores aparelhos do mercado, bem que eles poderiam ajudar a gente, pressionando o Poder Executivo a abaixar esses impostos absurdos que colocam os preços de smartphones — e de muitos outros produtos — na estratosfera!

[via Tecnoblog]

Posts relacionados