Rumor: quanto custará o “iWatch”? Fontes dizem que por volta de US$400

Conceito de "iWatch"

Tudo indica que o “iWatch” (relógio/pulseira inteligente) será apresentado para o grande público no próximo evento da Apple, que acontecerá no dia 9 de setembro. A chegada dele ao mercado, porém, deverá acontecer apenas em 2015. Mas afinal, quanto custará esse novo “brinquedo”?

Conceito de "iWatch"

Conceito de “iWatch”.

Os preços de relógios inteligentes da concorrência (como da Samsung e outros equipados com o sistema operacional Android Wear, do Google) variam bastante, mas dificilmente passam dos US$300. De acordo com Dawn Chmielewski e John Paczkowski, do Re/code (que têm ótimos contatos na Apple), o novo dispositivo da Maçã deverá custar algo em torno de US$400.

Aos que acharam o preço um pouco salgado, há ainda uma esperança: de acordo com as fontes, consumidores podem esperar por diferentes modelos, o que significa preços variados (neste caso, abaixo dos US$400). Não se sabe ainda se a Apple comentará o preço do “iWatch” já no evento do dia 9 de setembro ou se deixará para tocar no assunto mais à frente, quando o aparelho estiver de fato chegando ao mercado.

As fontes do Re/code não costumam falhar, mas se levarmos em conta o histórico da Apple (os lançamentos do primeiro iPod, iPhone e iPad, por exemplo), a empresa sempre introduziu um único modelo para depois desenvolver uma linha de produtos.

No caso do iPhone e do iPad, é verdade que já nos primeiros modelos existiram diferentes capacidade de armazenamento, o que obviamente influencia o preço final do produto. Mas no caso do “iWatch” — pensando que ele será mais um acessório complementar para quem possui um iGadget, se conectado e “roubando” o conteúdo/informações desses dispositivos —, não vejo necessidade de ele ter diferentes capacidades de armazenamento. Então, veremos como a Apple pretende diferenciar esses supostos modelos.

A empresa ainda não confirmou se transmitirá o evento ao vivo pelo seu site e por Apple TVs, como tem feito nos últimos. Independentemente disso, nós, como sempre, faremos a cobertura de tudo pelo MacMagazine Live — publicando todos os destaques em nosso Twitter e trazendo artigos individuais sobre todas as novidades aqui no site.

Posts relacionados

Comentários