Evento especial: Apple lança seu próprio sistema de pagamentos móveis

ApplePay

Após apresentar ao mundo os novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus, a Apple mostrou que quer revolucionar o mercado de pagamentos móveis com o Apple Pay. Trata-se de um grande negócio para a Maçã, e seu objetivo é substituir nossas tradicionais carteiras.

ApplePay

Só nos EUA, são gastos US$12 bilhões por dia em mais de 200 milhões de transações comerciais. Atualmente, todo o processo é baseado num pequeno pedaço de plástico, o cartão de crédito.

Já houve algumas tentativas de se criar uma carteira digital de fato, mas Tim Cook afirmou que todas falharam. O problema, segundo a Apple, é que muitos pensaram em criar um modelo de negócios centrado nos seus interesses, em vez de na experiência dos usuários. É aí que a Apple entra.

A empresa criou um processo de pagamento totalmente novo. Funciona assim: você deixa o dedo sobre o Touch ID para autorizar o pagamento, aproxima o iPhone de um dispositivo e… pronto.

Apple Pay em iPhones 6

O sistema está nos iPhones 6 e é mesmo baseado em NFC. O Touch ID cuida da segurança junto a um chip chamado “Secure Element”, enquanto todos os cartões de crédito da pessoa ficam no Passbook.

De acordo com a Apple, o sistema é fácil e seguro. Usuários que comprarem um iPhone 6 podem usar os cartões de crédito cadastrados na iTunes Store ou adicionar novos, inclusive bastando tirar uma foto do cartão.

O bacana é que o número de cartão de crédito não é armazenado, e sim um código randômico que se comunica com o chip “Secure Element” pela sua senha armazenada no Touch ID. Se algum problema acontecer (como você perder o iPhone), também é possível suspender pagamentos remotamente, quando for preciso.

Segundo a empresa, ela não quer coletar dados de usuários, então a Apple nem sabe o que você está comprando ou muito menos quanto pagou. A transação é feita somente entre a loja e o banco. Ao fazer o pagamento o caixa nem vê o seu nome, número do cartão ou código de segurança. É tudo privado.

Apple Pay em iPhones 6

O Apple Pay começará nos EUA com American Express, VISA e MasterCard, bem como com parcerias com alguns bancos no país. A Apple pretende adicionar mais bancos rapidamente. Suas parcerias já cobrirão 83% das transações feitas hoje nos EUA. Diversas lojas no país também já firmaram parcerias com a Maçã para aceitar pagamentos com o Apple Pay. Restaurantes/lanchonetes também, como Subway e McDonald’s (até no drive-through). Obviamente, as Apple Retail Stores — e lojas da Disney — também estarão todas equipadas com o sistema.

O Apple Pay também irá funcionar online, tornando os checkouts tão simples quanto um toque, e tudo de forma privada. Diversas redes varejistas (como Target, Groupon, etc.) online também estão incorporando o sistema em suas lojas.

O iOS 8 terá uma nova API específica para o Apple Pay e o serviço começará a funcionar no mês que vem. A Apple informou que está trabalhando duro para levá-lo a mais países mas, por enquanto, ele funcionará somente nos EUA mesmo.

Posts relacionados

Comentários