↪ Trabalhadores da Foxconn de Jundiaí, parceira da Apple, entram em greve [atualizado: terminou]

Greve na Foxconn de Jundiaí

Greve na Foxconn de Jundiaí

Os cerca de 3.700 trabalhadores na Foxconn II (Anhanguera), em Jundiaí – única fábrica de iPads fora da China, decidiram, em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (11/9), entrar em greve por tempo indeterminado. Eles não aceitaram a proposta da empresa, que solicitou um prazo de 15 dias para apresentação de um plano de cargos e salários e 30 dias para que essa nova estrutura seja colocada em prática.

A unidade da Foxconn em Jundiaí é bastante importante para a Apple — nela são montados não apenas iPads, como também iPhones. Contudo, esta não é a primeira vez que uma greve acontece por lá. Vamos torcer para que tudo seja resolvido o quanto antes. [Fedmetalsp]

[via Tecmundo]

Atualização · 19/09/2014 às 00:50

De acordo com a EXAME.com, a greve terminou na manhã da quinta-feira (18/9). Segundo informações do Sindicato dos Metalúrgicos de Jundiaí, Várzea e Campo Limpo, o fim da paralisação foi possível graças à aprovação da proposta negociada entre Sindicato e empresa, a qual foi conseguida em uma audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em Campinas, na quarta-feira (17/9). Como resultado, a Foxconn concordou em iniciar imediatamente a aplicação da mesma estrutura trabalhista que já é empregada na outra planta que possui em Jundiaí.

[dica do Eduardo Oliveira]

Posts relacionados

Comentários