Saiba como funciona o gerenciamento de arquivos e pastas do iCloud Drive no OS X e no iOS

iCloud Drive em iPad e iPhone

Não tem muito tempo nós explicamos como o iCloud Drive funciona em Macs e iGadgets. Uma parte muito intrigante, porém, ficou sem explicação.

iCloud Drive em iPad e iPhone


Conforme muitos leitores apontaram nos comentários do post, ao abrir o Pages (exemplo utilizado no artigo e que continuaremos usando aqui), a raiz do iCloud Drive ainda não está aparecendo. Ou seja, era possível visualizar os documentos compatíveis com o Pages, mas não aquelas outras pastas com os ícones de outros apps (conforme a imagem acima mostra). Hoje nós estamos de volta para explicar o porquê disso.

Trabalhando com arquivos no iCloud Drive

Tudo, na verdade, gira em torno da forma como a Apple implementou o iCloud Drive. No Mac (rodando o OS X Yosemite), ao abrir o Pages, você se depara com a janela acima. Reparem que na coluna lateral da esquerda, não é o iCloud Drive que está selecionado e sim uma seção “Pages” (dentro do iCloud). Isso quer dizer que a Apple sabe que você abriu o Pages e que quer trabalhar em algum arquivo que salvou neste formato. Por isso, ela já “separa” a visualização dos arquivos da pasta Pages para você.

Trabalhando com arquivos no iCloud Drive

Obviamente, o usuário pode clicar em “iCloud Drive” e ter acesso a todos os outros arquivos que estão lá.

Trabalhando com arquivos no iCloud Drive

Essa troca de seção também pode ser feita pela barra de título.

Trabalhando com arquivos no iCloud Drive

No iOS, o comportamento é basicamente o mesmo. Ao abrir o Pages, não vemos a raiz do iCloud Drive (como na primeira imagem que ilustra o artigo) pois a Apple entende que, ao abrir o Pages, você quer editar um arquivo criado nele. Por conta disso, ela também já “separa” os arquivos que estão dentro da pasta Pages para você.

Trabalhando com arquivos no iCloud Drive

Mas, caso queria, você pode ter acesso aos arquivos que estão no iCloud Drive. Basta tocar no ícone “+” e escolher a opção “iCloud”. Desta forma, você tem acesso a tudo o que está armazenado na nuvem através do serviço da Apple. Obviamente, o usuário só poderá abrir no Pages arquivos compatíveis com o editor de textos — isso inclui documentos do próprio Pages que estão armazenados fora da pasta Pages.

Explicado, então, o mistério do iCloud Drive no iOS. Eu só realmente não entendo por que a Apple implementou a coisa dessa maneira. Ao iniciar o Pages, não seria bem melhor simplesmente ele abrir dentro da pasta Pages (do iCloud Drive) e em algum lugar da tela ter a opção “Voltar” para subir um nível e ter acesso aos outros arquivos armazenados na raiz do sistema de armazenamento?

Gostos a parte, ao menos tudo agora está devidamente explicado. 🙂

Posts relacionados

Comentários