App da Receita Federal oferece nova opção “Rascunho” para declaração de imposto

Ícone do app IRPF

A Receita Federal lançou um aplicativo de declaração do Imposto de Renda o qual conta com uma nova ferramenta de rascunho, que pretende facilitar o preenchimento da declaração de 2015.


Ícone do app Meu Imposto de Renda

Meu Imposto de Renda

de Serpro

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 6.0.1 (33.8 MB)
Requer o iOS 10.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Meu Imposto de RendaScreenshot do app Meu Imposto de RendaScreenshot do app Meu Imposto de RendaScreenshot do app Meu Imposto de RendaScreenshot do app Meu Imposto de RendaScreenshot do app Meu Imposto de RendaScreenshot do app Meu Imposto de RendaScreenshot do app Meu Imposto de Renda

Por meio da nova ferramenta, que é de uso opcional, o contribuinte pode organizar os dados ao longo do ano num documento à parte daquele que será enviado à Receita. No momento do envio da declaração é possível importar as informações do rascunho, fazer a finalização e então transmitir tudo à Receita.

O contribuinte que fizer a opção pela novidade terá até o dia 28 de fevereiro para editar seu rascunho e importá-lo. No período da declaração (provavelmente de 1º de março a 30 de abril de 2015), fica liberada apenas a importação do arquivo pelo programa do Imposto de Renda.

O rascunho tende a ser mais utilizado pelos contribuintes que utilizam o modelo completo de declaração. Entretanto, também pode ser útil para contribuintes que declaram pelo modelo simplificado, pois eles podem usá-lo para, por exemplo, registrar a venda de um carro ou imóvel.

Se eu vendi um carro no mês de janeiro, por exemplo, já posso lançar isso no rascunho do IR para não esquecer os dados. Quando chega a hora de declarar o IR, não tem de ficar mais procurando quais são os dados do comprador, onde está o recibo. O contribuinte também poderá lançar, por exemplo, recibos de consultas com dentistas e médicos. Com o recibo em mãos, já coloca no rascunho.

Carlos Roberto Occaso, subsecretário de arrecadação e atendimento da Receita Federal.

A opção “Rascunho” está na área de acesso do usuário. Ele tem a mesma aparência da declaração, mas não calcula valores do imposto nem da restituição. A Receita também garante que as informações do rascunho não serão consultadas e não constituem espécie de declaração antecipada.

Segundo Occaso, o rascunho fica armazenado na base de dados da Receita, mas só o contribuinte tem acesso a essas informações (por meio de senha). Também é possível acompanhar o processamento de declaração pelo aplicativo.

Parece que o Leão está cada vez mais informatizado. 🙂

[via G1]

Posts relacionados

Comentários