Appreendedor: aterrissamos no Vale do Silício (parte 2)

Apreendedor - Zendesk

Dando continuidade ao artigo Aterrissamos no Vale do Silício – dividido em cinco partes –, hoje falaremos sobre os três primeiros dias do curso de imersão Appreendedor que aconteceu entre 19 e 31 de outubro, na região de San Francisco (Califórnia). Acompanhar esta série é uma excelente oportunidade para você se manter conectado à cultura da região e absorver um pouco da experiência vivenciada pelos alunos.

Publicidade

Apreendedor - Zendesk

Dia 19/10 – domingo

Logo no primeiro dia nos preocupamos em acomodar todos os alunos nos apartamentos da universidade (quarto para até três estudantes, banheiro, cozinha completa e sala) e fomos às compras para nos abastecermos com alimentos, produtos de limpeza e, é claro, chip de operadoras locais. Para viver intensamente o estilo americano, um dos primeiros passos é adquirir um número de telefônico — afinal, com o número você pode se cadastrar nos diversos programas de pontuação e bônus oferecidos pelas lojas além de se manter conectado à internet, que é necessidade básica para um viajante.

Para nós, turistas, é supersimples e rápido adquirir um número com plano pré-pago (pay as you go). Não é exigida nenhuma documentação. É tão grande a oferta das operadoras que é comum encontrarmos telefones “descartáveis” dentro de supermercados ou farmácias. Quanto a alimentação, remédios e necessidades básicas, existe uma rede bem distribuída chamada Walgreens. Caso precise de um supermercado que ofereça maior diversidade de produtos, vá até um Safeway — eles possuem lojas espalhadas em diversas cidades e bairros, além de um preço acessível. Agora, se você for passar muito tempo, procure uma loja da Costco, que possuem vendas em atacado e preços muito baixos!

Publicidade

Dia 20/10 – segunda-feira

Apreendedor - Zendesk

Embora todo o curso seja ministrado na língua portuguesa, sabemos que o inglês é de extrema importância para maior aproveitamento dos alunos nas diversas atividades externas. Desta forma, os alunos passaram por um teste de proficiência aplicada pela universidade, avaliando o nível de conhecimento de cada um, posteriormente os direcionando para a turma adequada. Este é um dos primeiros pontos de ruptura da imersão: separar a turma de empreendedores brasileiros em diferentes classes pela manhãs, oportunizando para que conheçam novos alunos de países diferentes (em especial asiáticos) que compõem a grande maioria dos alunos estrangeiros.

Apreendedor - Zendesk

Publicidade

Pela tarde, partimos para San Francisco e participamos de uma conferência para startups e investidores (F50) que aconteceu no Moscone Center – local onde a Apple e o Google realizam anualmente eventos para desenvolvedores das suas plataformas. Nesta conferência, os alunos puderam vivenciar o que é um evento no Vale do Silício e se familiarizar com a cultura de network e conversas pelos corredores — separar oportunidade com importuno é algo extremamente importante dentro do processo; assista a este video de como uma abordagem não deve ser feita. Particularmente, tirar uma selfie com um dos engenheiros criadores do Internet Explorer foi demais — mais um sticker para o meu MacBook Air! ;-P

Dia 21/10 – terça-feira

Mão na massa (ou hands-on) com curso de inglês pela manhã, reservamos o início da tarde para falarmos sobre plano de negócios. Cada aluno apresentou a sua ideia de produto e iniciamos em grupo um debate sobre as apresentações. Nesta etapa começamos a formatar e desenvolver algo trabalhado ao longo das duas semanas — este é um curso que, além de vivenciar experiências no Vale do Silício, também cria oportunidade para aperfeiçoamento do seu projeto.

Apreendedor - Zendesk

Publicidade

No final da tarde realizamos uma visita técnica à Zendesk e fomos muito bem recepcionados por Marcio Arnecke (gerente de marketing sênior para a América Latina) — diga-se de passagem, um brasileiro incrível. Conhecemos mais sobre a empresa, a forma de atuação e os produtos, conteúdo que será utilizado na elaboração de um artigo exclusivo publicado em breve no portal Startupi (série Appreendedor) – aqui vai um agradecimento especial ao Diego Remus por nos apresentar o Marcio.

Para os alunos que visitaram uma empresa no Vale pela primeira vez, conhecer por dentro a Zendesk, tomar um café e bater um papo descontraído foi algo marcante — principalmente para o aluno Fabrício Santos, representante, usuário e apaixonado pelos produtos da empresa. Para o fechamento do dia, um ritual do curso no qual contamos aos alunos quais serão as atividades e visitas do dia seguinte (até então tudo é surpresa e descoberta), além da oportunidade de cada aluno falar por dois minutos cronometrados sobre a sua experiência do dia e expectativa para o próximo. Depois, comemos um delicioso cachorro-quente no Show Dogs, um local tradicional localizado na Market Street em frente à Zendesk.

·   ·   ·

Neste três primeiros dias eu resumiria tudo como uma etapa de ambientação para todos — tanto para os alunos conhecerem a universidade e o ambiente que os cercam quanto para nós, instrutores, conhecermos as expectativas e projetos de cada aluno. Outro ponto que gostaria de destacar são as visitas técnicas. Todas foram agendadas e programadas conforme perfil e característica da turma. Isso gera um impacto de troca de experiência tanto para os alunos quanto para a empresa que recebe o grupo, algo que consideramos importante, afinal, não somos um tour no Vale do Silício — para isso, o próprio MacMagazine manda muito bem com o seu MM Tour.

No próximo artigo falaremos sobre o evento do Twitter (Flight), a visita à Apex-Brasil (na RocketSpace) e Google, além das atividades internas do curso. E para fechar, um pequeno brinde: os próximos dez residentes no Brasil que curtirem a página do Appreendedor no Facebook receberão, via Correios, um adesivo muito bacana da Zendesk. 😉

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…