Programa da Apple de desenvolvimento para iOS chega ao Recife; CocoaHeads volta a Porto Alegre

Logo do CocoaHeads

Se você é desenvolvedor (ou almeja ser um), é do Recife e faz algum curso de graduação na UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), saiba que as inscrições para o BEPiD (Brazilian Education Program for iOS Development, ou Programa de Educação Brasileiro de Desenvolvimento para iOS) estão agora abertas.

Se você é criativo e deseja desenvolver soluções profissionais e inovadores para a plataforma iOS, inscreva-se para participar de um programa inovador no Brasil. O Centro de Informática (CIn) da UFPE, em colaboração com a Apple, oferece uma estrutura com o que existe de mais moderno para que você se torne um desenvolvedor apto a publicar na loja de aplicativos (App Store) e seja um futuro empreendedor.

Serão disponibilizadas 80 (oitenta) vagas para o programa que terá início no dia 30 de março de 2015 e terminará um ano depois, em 29 de março de 2016. Os estudantes selecionados terão direito a recebimento mensal de bolsa de ensino no valor de R$800. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas exclusivamente através do site do BEPiD/CIn­UFPE até as 23 horas e 59 minutos do dia 30/11 — mais informações neste documento [PDF].

Saindo do Nordeste e indo para o Sul, devido ao sucesso do primeiro CocoaHeads em Porto Alegre (a lista de inscritos passou de 90 pessoas), a organização já tratou de preparar a segunda edição do encontro na cidade. A data do evento é 27/11 e o local será o mesmo do primeiro encontro (salão do grupo RBS, dentro do Tecnopuc).

Lá, os interessados acompanharão duas palestras sobre a experiência na construção dos aplicativos do grupo RBS e sobre a nova linguagem de programação Swift (entrando na programação funcional). Mais informações sobre o evento podem ser encontradas neste link.

Ricardo Rauber, um dos organizadores do CocoaHeads e instrutor do curso de Swift lançado pela PUCRS no iTunes U, nos informou que muito em breve todas as aulas estarão no ar — com direito a legendas em inglês e tudo, a fim de ampliar o alcance do conteúdo. 😉

[BEPiD: dica do Bruno Machado]

Posts relacionados

Comentários