Detalhes do aplicativo do Apple Watch mostram por que o iPhone é indispensável para o relógio

App do Watch

Ontem nós informamos que o iOS 8.2 beta 4 chegou trazendo um maior suporte ao Apple Watch (agora em Ajustes » Bluetooth há uma área específica para que iPhones sejam devidamente emparelhados com o relógio da Maçã; além disso, as informações nesse painel também indicam que, em breve, a empresa lançará um aplicativo dedicado para gerenciar o relógio). Pois o 9to5Mac trouxe mais informações — e telas — deste app.

Intitulado Apple Watch “Companion” app for iPhone, é nele que faremos todos os ajustes dos aplicativos instalados no relógio bem como as configurações de interação entre iPhone e Watch.

App do Watch

A Tela Inicial do Watch (a organização dos ícones dos apps) será totalmente personalizada por esse aplicativo através de uma reprodução da Homescreen do relógio no iPhone.

App do Watch

Além disso, o usuário poderá facilmente visualizar informações como capacidade de armazenamento, número de músicas/fotos/apps que estão no relógio, detalhes do Bluetooth e do Wi-Fi, o número serial, definir quais fotos e que dados do calendário ficarão visíveis no Watch, etc.

App do Watch

Diversas funções do relógio poderão ser personalizadas pelo app, como um mostrador “Monograma” (incorporando de uma a quatro letras diretamente no mostrador do relógio; é possível, por exemplo, colocar as iniciais do seu nome). Outra coisa legal é a possibilidade de ativar um ponto vermelho que aparece no topo do relógio sempre que uma nova notificação for recebida em seu iPhone.

App do Watch

Como em todos iGadgets, o Apple Watch também permitirá que usuários ajustem uma senha numérica — que será bastante útil para o Apple Pay, já que você só poderá fazer compras com o relógio após colocá-lo no pulso e digitar essa senha. Se o usuário por um acaso remover ou trocar a senha, os dados do cartão de crédito atrelados ao Apple Pay terão que ser digitados novamente.

Um recurso legal é que para destravar o Watch basta destravar o iPhone ligado a ele — isso, é claro, só funcionará se o relógio estiver no pulso do usuário. Assim como em iPhones, será possível ativar uma opção na qual ao digitar uma senha errada 10 vezes, as informações do relógio são automaticamente apagadas.

App do Watch

Já sobre mensagens, as interações englobam responder uma por voz, seja através do recurso Ditado ou de mensagens de áudio (como é possível no iOS 8), definir qual método será o padrão, ativar/desativar recibos de leitura, personalizar respostas automáticas em texto, escolher quantos alertas você receberá por mensagem e até mesmo escolher se você não quer receber notificações ou apenas de pessoas que fazem parte dos seus contatos.

Sobre os mapas, será possível ativar/desativar o feedback háptico do relógio (ele serve para nos avisar, silenciosamente, quando é a hora de virar numa determinada rua quando estamos no meio de uma rota.

App do Watch

Na área de atividade física/saúde, será possível ajustar lembretes para se levantar de tanto em tanto tempo, para progressos a cada 4/6/8 horas, para o término de um movimento/exercício/meta estabelecida, além de resumos semanais de seus movimentos. Será possível ainda ativar/desativar o monitoramento cardíaco automático.

Como em todos os aparelhos da Apple, há ainda muitas opções de personalização para usuários que fazem bastante uso da acessibilidade.

Como podemos ver, o nível de integração entre o relógio e o iPhone é enorme, provando que para desfrutar dos recursos do Watch será mais do que necessário ter um iPhone do lado.

Posts relacionados

Comentários