Adivinhe de quem é a culpa pela falta de um sensor de impressão digital no Nexus 6!

Touch iD

Deixando de lado a rivalidade natural entre iPhones e aparelhos com Android, é claro que tanto o smartphone da Apple quanto os aparelhos topo-de-linha de fabricantes como Motorola, Samsung, LG, Sony, HTC e outras oferecem ótimos recursos e, na maioria dos casos, hardwares de primeira. Um desses recursos, porém, nenhuma delas conseguiu ainda sequer chegar perto do iPhone: o sensor de impressão digital.

Touch iD

Quando lançou o iPhone 5s equipado com o Touch ID, a Apple trouxe uma baita de uma inovação para o mercado de smartphones. Sim, é verdade que já existiam aparelhos com um sensor capaz de ler impressões digitais. Todavia, se hoje ainda não existe nenhum aparelho no mercado com um sensor que chegue aos pés do Touch ID, imagine antes de ele ser apresentado!

Há uma razão para isso. Entrevistado pelo The Telegraph, Dennis Woodside (ex-CEO da Motorola e agora COO do Dropbox) obviamente participou da criação do Nexus 6, aparelho criado pela Motorola (que pertencia ao Google e foi vendida recentemente para a Lenovo). Sua opinião, então, é mais do que relevante. E Woodside abriu o jogo na entrevista — confira um trecho:

Na verdade, o Nexus 6 — ele agora pode admitir — foi privado de apenas um grande recurso. A “covinha” na parte traseira que ajuda os usuários a segurar o dispositivo deveria, de fato, ter sido um pouco mais sofisticada. “O segredo por trás disso é que ali deveria ser o reconhecimento de impressões digitais, e a Apple comprou a melhor fornecedora. Assim, a segunda melhor fornecedora era a única disponível para todas as outras [fabricantes] da indústria e ela ainda não estava no ponto”, disse Woodside.

Nexus 6

Estão vendo a tal “covinha” no logo da Motorola? Então, o sensor era para estar ali.

Depois de falar isso o executivo até que tentou se esquivar, dizendo que a presença do sensor digital não iria fazer tanta diferença assim no aparelho. De fato não iria, afinal hoje em dia nenhuma empresa conseguiu ainda criar um sensor como o da AuthenTec (empresa adquirida pela Apple). Não é à toa que o sensor de impressão digital presente no Galaxy S5 e no HTC One Max foi tão criticado por aí (nem tanto pelo fato de, às vezes, não reconhecer a impressão digital em si, mas pela necessidade de ter que movimentar o dedo na hora de escanear a digital — dificultando a vida de quem faz isso com apenas uma mão).

Eu acabei pulando a sétima geração do smartphone da Apple, então enquanto “todos” estavam no 5s eu ainda estava utilizando o 5. Ao migrar para o iPhone 6, porém, finalmente tive acesso ao Touch ID e posso afirmar que o sensor é simplesmente fantástico ao ponto de levar a experiência do usuário a um outro nível.

Está aí um ponto no qual a concorrência ainda não alcançou o iPhone — e, pelo andar da carruagem, ainda vai demorar…

[via Forbes; dica do Robson Pinheiro]

Posts relacionados

Comentários