Pré-venda do Apple Watch: em poucos minutos, estoques de alguns modelos pulam para junho

A pré-venda do Apple Watch teve início na madrugada desta sexta-feira (4h01 da manhã, pelo horário de Brasília), mas dormir tarde para muitos não serviu de nada pois a maior parte dos modelos se esgotou em poucos minutos. Nos Estados Unidos, por exemplo, alguns modelos — principalmente da linha Watch Sport — desapareceram em apenas 3 minutos!

O prazo inicial de entrega, que indicava entre 24 de abril e 8 de maio, foi rapidamente transformado para 4-6 semanas e depois pulou para junho.

Entrega do Apple Watch para junho

Se você errou algo no processo de compra, perdeu. Se ficou olhando para os modelos em dúvida, perdeu. Se esqueceu de recarregar a página, perdeu. Se não digitou o número do cartão de crédito rápido, perdeu. Novamente, como ocorreu no lançamento dos iPhones 6 e 6 Plus, a loja não voltou ao ar na exata hora marcada e quem estava pelo aplicativo Apple Store conseguiu realizar a compra antes, esgotando praticamente todos os modelos da linha Watch Sport antes mesmo do início das vendas via site.

Você agendou a sua viagem para o período de lançamento, contando com a retirada em uma das Apple Retail Stores? Pois então a surpresa não foi boa. A opção para retirada em loja não estava disponível em nenhum dos países.

Supondo que você foi um dos felizardos que conseguiram comprar seu relógio, caso o prazo que você obteve tenha sido o melhor, não há nem garantia de que ele será de fato entregue em 24 de abril — a Apple deixou uma margem até o dia 8 de maio. Não dá para sabermos, neste momento, como tudo acontecerá na prática.

Com esse cenário caótico, dificilmente teremos o lançamento sendo extendido para outros países em um prazo curto — a menos que a Apple não queira esperar a situação se normalizar nos primeiros países antes de levar o produto a outros.

Para os mais céticos, que tinham qualquer dúvida em relação à linha Watch Edition, os modelos mais caros — de US$10.000 a US$17.000 — também tiveram todo o estoque vendido, com a atual previsão de entrega para julho ou até agosto. Mas ele naturalmente é um modelo feito sob encomenda, então fica mais compreensível.

Como os diversos rumores sobre a disponibilidade de estoques do Apple Watch diziam, aparentemente eles eram realmente pequenos ou as vendas foram algo sobrenatural — uma pena para aqueles que ficaram com a expectativa de colocar um Apple Watch logo no pulso, causando uma frustração bem diferente do que a vice-presidente sênior das lojas de varejo e online da Apple, Angela Ahrendts, defendia em seu memorando para os funcionários da Apple. O que mais causa espanto é o prazo desde a apresentação do produto, setembro do ano passado, e os baixos estoques fabricados até agora. Seria esse incrível volume de vendas causado pela China?

Descobriremos o quão grande foram as vendas do Apple Watch em breve, mas é uma pena ver que a alegria da compra de um gadget novo virou uma decepção para pessoas do mundo todo.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…