Angela Ahrendts, a chefe das lojas (físicas e online) da Apple, enviou um vídeo para os empregados explicando por que a Apple focou-se em vendas online no lançamento do Watch.

No vídeo acima, Ahrendts deixa claro o problema: estoque. A demanda pelo relógio está grande em todos os países onde ele foi lançado (na verdade em que começou a pré-venda), e como a produção ainda não está acompanhando a demanda, a melhor solução que eles encontraram foi limitar as compras pelo site da empresa.

Ahrendts informou que atualizará as informações para os empregados das lojas todas as semanas, mas que, agora, a situação é essa: não haverá vendas físicas do relógio a partir do dia 24 de abril — não foi à toa que a empresa simplesmente parou de anunciar essa data.

A executiva também falou do novo MacBook que, assim como o Watch, também está tendo um lançamento “complicado” devido à demanda maior que a oferta. Ahrendts afirmou que este está sendo um dos melhores lançamentos de notebooks da empresa — e isso com ele disponível apenas em alguns poucos países. Na mensagem para os empregados, ela frisou a importância de que todos leiam atentamente a documentação referente à migração de uma máquina antiga para o novo MacBook, levando em consideração que ele tem apenas uma porta USB-C.

Ela finalizou afirmando que este não é o fim das tradicionais filas que vemos em lançamentos da Apple, mas sim uma situação específica referente ao lançamento de um produto totalmente novo, de uma nova categoria (um produto que é “vestível” e que precisa de mais atenção na hora da venda). Ou seja, é praticamente certo que esse formato não se repetirá no lançamento dos novos iPads e iPhones (que deverão acontecer no segundo semestre).

[via MacRumors]

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários