Executiva da Apple é a mulher mais bem paga dos Estados Unidos

Tirar Angela Ahrendts do cargo de CEO da Burberry para se tornar a chefona das lojas (físicas e online) da Apple “custou caro”. A prova disso está no ranking divulgado pela Bloomberg, que aponta ela como a mulher mais bem paga dos Estados Unidos em 2014, com nada mais nada menos que US$82,6 milhões.

Na verdade, se somarmos todas as compensações oferecidas pela Maçã para que Ahrendts deixasse Londres, chegamos ao valor de US$105,5 milhões — parte de dinheiro, porém, só poderá ser colocado no bolso dela mais para frente.

Safra Catz, CFO da Oracle, ficou com a segunda posição, faturando US$71,2 milhões em 2014; a terceira do ranking foi Marissa Mayer, CEO do Yahoo, com US$59,1 milhões.

O interessante desse ranking da Bloomberg é que eles calculam o que cada uma delas ganha (compensações financeiras) com base no desempenho da companhia — e, por isso, o meu “custou caro” (entre aspas) no primeiro parágrafo. É uma conta que envolve o montante que a executiva fatura como um percentual do lucro da empresa (após o pagamento de impostos). Assim, Ahrendts ficou com a melhor classificação entre todas as mulheres no ranking, com um salário igual a 0,3% dos US$28,6 bilhões (lucro econômico médio de três anos) da Maçã.

Nada mau.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários