Surgem mais informações sobre novos recursos do Apple Watch e da suposta nova Apple TV

As fontes do 9to5Mac resolveram falar novamente. E as informações são animadoras, envolvendo dois produtos que têm despertado muito interesse do público: o recém-lançado Apple Watch e a estagnada — mas promissora — Apple TV.

Apple Watch

No departamento de software, a Apple estaria planejando alguns recursos interessantes para o relógio. Um deles seria o “Buscar Meu Watch” (igual ao que já temos para iGadgets e Macs). Ou seja, por ele poderemos localizar e bloquear o relógio — o que provavelmente resolverá aquela “falha de segurança” da qual comentamos recentemente. Aparentemente esse recurso foi pensado desde antes da concepção do relógio em si, mas a implementação dele não é algo simples levando em conta a dependência que o Watch tem do iPhone.

Como a empresa planeja resolver isso? Bem, de acordo com essas fontes, parte da solução seria o relógio utilizar o seu sinal sem fio para estabelecer a posição em relação ao iPhone — opcionalmente será até mesmo possível notificar o usuário se o iPhone for acidentalmente esquecido em algum lugar.

Um dos recursos mais legais do Watch é o constante acompanhamento cardíaco que ele faz. Por conta disso, muitos já se perguntam se um dia o relógio será capaz de prever um ataque cardíaco, por exemplo. Pois a Apple está experimentando um modo de o sensor notificar o usuário caso capte uma frequência cardíaca irregular. A parte chata dessa história é que, por questão legais (que envolvem órgãos governamentais responsáveis por regulamentar esse setor) e até por falhas que com certeza acontecerão, esse recurso poderá nunca ver a luz do dia.

Inicialmente vimos o Watch chegar apenas com o monitoramento de frequência cardíaca, mas é sabido que a Apple está trabalhando para adicionar mais recursos/sensores interessantes ao produto. Sabemos, por exemplo, que o monitor cardíaco funciona também como um oxímetro de pulso. Na teoria ele poderia medir o nível de oxigenação do sangue, mas a Apple preferiu deixar isso de fora por conta do funcionamento impreciso. Outros recursos que poderão chegar em breve são: monitoramento da pressão sanguínea e do sono; para o médio/longo prazo, a empresa também pretende medidores de glicose.

Complicações do Apple Watch

As complicações são um jeito simples de vermos ainda mais informações da tela do Watch.

Muitos relógios incluem algumas funções especializadas que vão além de marcar as horas. Para os especialistas, elas são conhecidas como complicações. O Apple Watch vem com complicações que podem ser adicionadas à maioria dos mostradores. Algumas delas são tradicionais, como fases da lua e horário do nascer e do pôr-do-sol. Outras são mais modernas, como a cotação da bolsa, a previsão do tempo, próximos eventos do calendário e um monitor de atividades diárias. Basta tocar nelas para obter mais informações do app correspondente.

Pois a Apple está pensando em “abrir” esse recurso para terceiros — ela já estaria testando uma nova versão do sistema operacional do relógio que inclui um conjunto de Complicações do Twitter, permitindo exibirmos uma contagem de tweets não-lidos (complicações pequenas) ou até mesmo mostrar uma menção recente na rede (complicações maiores).

Nada foi comentado sobre a possibilidade de alguns desses recursos chegarem com uma atualização de software já para a primeira geração do relógio. Muita coisa funcionaria numa boa no Watch atual, como essas complicações de terceiros e até mesmo o monitoramento de sono (que pode muito bem ser feito com uma combinação de informações fornecidas pelo sensor de frequência cardíaca, acelerômetro, etc.). Outros, como medidor de glicose e o “Buscar Meu Watch”, talvez necessitem de um sensor específico1.

Apple TV

De acordo com as fontes do site, nós veremos a nova geração da Apple TV sendo apresentada em junho (muito possivelmente na WWDC 2015, com direito a uma grande integração com a Siri e aplicativos de terceiros).

Conceito de Apple TV
Por Martin Hajek

Além do novo controle que virá com o produto, a Apple pretende posicionar o Watch como uma ótima opção de controle para a Apple TV. Outra novidade seria uma nova versão do Xcode, conhecida internamente como “MuirTrail” a qual traz o “TVKit” (conjunto de APIs para que desenvolvedores criem apps para o produto).

O serviço de streaming de vídeos da empresa parece que vai mesmo sair, mas ele provavelmente chegará depois do lançamento do novo hardware. Por conta disso, essa nova Apple TV ainda virá cheia de apps/canais com os quais estamos acostumados. O protótipo atual é praticamente duas vezes maior que a Apple TV que conhecemos, mas as fontes dizem que a versão final não necessariamente terá esse tamanho. Internamente, o produto é conhecido pelo codinome J34, enquanto o novo sistema operacional foi intitulado “MonarchTide”.

·   ·   ·

Novidades para o Watch, possível nova Apple TV, novo serviço de streaming de músicas e vídeos, iOS 9, OS X 10.11… não necessariamente veremos isso tudo de uma vez só, mas essa WWDC promete!

Posts relacionados

Comentários