Rumor: Apple poderá adotar base geográfica própria para seus Mapas até 2017-18

No comecinho de fevereiro, cobrimos aqui no site a descoberta de carros especiais equipados com câmeras e sensores que apontariam para um projeto secreto da Apple. Na época falou-se da possibilidade de um concorrente para o Google Street View, mas depois o foco se voltou bastante para um possível veículo da Maçã.

Pois hoje o 9to5Mac publicou um novo artigo juntando peças com informações obtidas de fontes próprias e afirma que a Apple planeja adotar uma base geográfica própria para os seus Mapas até 2017, mais tardar 2018.

Como sabemos, os Mapas da Apple foram muito criticados desde que substituíram o Google Maps no iOS, em 2012. De lá para cá a Apple já fez muitos avanços neles, mas grande parte dos problemas provém do fato de que ela “mescla” dados de várias parceiras diferentes em seus Mapas, incluindo TomTom — que acabou de renovar o seu contrato de parceira com a Maçã — e Yelp.

Buscando mais controle sobre os dados e com o objetivo de oferecer uma melhor experiência para usuários, a Apple estaria usando vans como essa para capturar dados próprios. E eles não incluem apenas ruas e avenidas, mas também fotos de prédios e desenhos tridimensionais das cidades. Com isso, a companhia poderá incorporar nos seus Mapas imagens frontais de estabelecimentos e também lançar algum tipo de concorrente do Street View, ou quem sabe uma versão do seu próprio Flyover sob um ponto de vista do solo.

Como esse é um processo que leva tempo, por ora a Apple ainda depende bastante das suas parceiras. E, independentemente desse ambicioso projeto (chamado internamente de “Gardar”), já deveremos ver algumas novidades chegando em breve com o iOS 9 — incluindo as rotas de transporte público (por mais limitadas que sejam inicialmente em termos de cobertura) e realidade aumentada.

Posts relacionados

Comentários