Rádio Beats 1 terá programas totalmente planejados e apresentados por artistas

O assunto do momento — ao menos no mundo Apple — é, sem dúvida, o Apple Music (novo serviço de streaming de músicas que será lançado no dia 30 de junho). Parte importante desse novo ecossistema musical da Apple é a Beats 1, a rádio online gratuita, que ficará no ar 24/7 e será comandada por Zane Lowe (Los Angeles), Ebro Darden (Nova York) e Julie Adenuga (Londres).

Beats 1

O The New York Times publicou um perfil interessante de Lowe, DJ neozelandês que trabalhou por 12 anos na BBC Radio e deixou a Inglaterra a fim de viver esse novo desafio na Apple. O texto conta com detalhes curiosos, como por exemplo a informação de que o formato da rádio Beats 1 foi uma ideia de Trent Reznor (do Nine Inch Nails, ex-CCO do Beats Music e agora “criativo” da Apple) e que a própria família de Lowe só ficou sabendo que eles se mudariam para os Estados Unidos depois que a casa foi colocada à venda na Inglaterra (mostrando que, de certa forma, a Apple continua tentando guardar segredo em absolutamente todos os aspectos).

A informação que mais nos chamou mais atenção, porém, foi uma que andou inclusive circulando por aí como rumor. Lembram da história de que alguns artistas famosos como Drake, Pharrell Williams e David Guetta seriam uma espécie de “DJs convidados” no novo iTunes Radio? Pois isso de certa forma acontecerá, mas os artistas envolvidos serão mais do que apenas “DJs”.

Beats 1

A Apple assinou contratos com alguns artistas (Jaden Smith, St. Vincent, Josh Homme, a dupla Disclosure, Pharrell Williams, Drake, Elton John e o próprio Dr. Dre, que atualmente é empregado da Apple) para que eles tenham seus próprios shows dentro da Beats 1. Funcionará assim: a rádio alternará programas de 1-2 horas de duração, alguns comandados pelos três âncoras oficiais e outros pelos próprios artistas contratados (eles irão planejar os próprios programas).

A ideia por trás da Beats 1 é realmente criar algo diferente das rádios online automatizadas, com base em algoritmos que estamos acostumados a escutar por aí. Comandado por âncoras renomados e artistas/celebridades, Lowe deu uma explicação bem interessante do que eles querem atingir com a Beats 1:

Beats 1

Todo mundo continua conectado a seus dispositivos por conta do medo de perder. Eu estou constantemente vendo o que acontece no Instagram, no Twitter, me perguntando o que está acontecendo na vida dos meus amigos. O que eu estou perdendo? Eu quero isso para o rádio. O que está acontecendo agora, agora mesmo, que eu não sabia que eu queria ouvir?

Se você já sabe o que quer ouvir, os Apple Musics da vida estão aí para você escolher a faixa/álbum e curtir tudo da melhor forma possível. Mas a ideia da Beats 1 é justamente surpreender, revelar músicas que até então eram desconhecidas, acompanhar entrevistas dos seus artistas/celebridades favoritos, conhecer melhor o gosto deles nesses programas comandados por eles, etc.

Se vai dar certo, só saberemos no futuro. Mas que o conceito é bem interessante, isso é.

Ah, e de acordo com este tweet de Ian Rogers (ex-CEO da Beats que agora trabalha na Apple), a transmissão da Beats 1 começará ao meio-dia do dia 30/6 (pelo horário de Brasília). 😉

[via MacRumors, TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários