Rumor: “iPhone 6s” terá chip LTE duas vezes mais rápido do que o utilizado no iPhone 6

Além da suposta carcaça do “iPhone 6s”1, o 9to5Mac colocou as mãos também no que seria a placa lógica dele. Não é fácil analisar as novidades apenas olhando para essas pecinhas, mas uma que de cara pode ser identificada tem a ver com a velocidade da navegação 3G/4G/LTE.

Novo chip da Qualcomm no suposto "iPhone 6s"

Conforme podemos ver, essa placa lógica conta com o chip MDM9635M, da Qualcomm (conhecido também como 9X35 Gobi modem platform), o qual tem um desempenho duas vezes superior (download via rede celular) que o 9X25, presente nos iPhones 6/6 Plus.

Na teoria, em vez dos 150Mbps dos atuais iPhones, no próximo teremos uma taxa de download pelas redes das operadoras de até 300Mbps. Já o upload continuaria o mesmo, 50Mbps. Não preciso nem falar que dificilmente teremos como testar essa capacidade do MDM9635M aqui no Brasil, né?

Novo chip da Qualcomm no suposto "iPhone 6s"

Mas as novidades não param por aí: esse chip também é mais eficiente energeticamente. Em paralelo, a placa lógica do “iPhone 6s” seria um pouco menor que a dos iPhones 6/6 Plus (esse chip da Qualcomm, por exemplo, é fabricado utilizando um processo de 20 nanômetros contra 28 nanômetros do seu antecessor), abrindo mais espaço para a bateria. Juntando isso tudo com as otimizações que a Apple está realizando no iOS 9 (o novo sistema operacional promete melhorar em até 1 hora a duração da bateria em iPhones), muito provavelmente teremos ganhos reais/significativos de bateria na futura geração do telefone.

Também foi dito que a placa-mãe do novo iPhone é ligeiramente mais estreita e mais compacta que a dos iPhones 6/6 Plus, o que poderia significar espaço extra para uma bateria modestamente maior.

Como é de se esperar, o “iPhone 6s” tem tudo para ser melhor do que os atuais iPhones em todos os aspectos — ainda que as diferenças não sejam gritantes. É assim que a Apple costuma trabalhar: refinando, melhorando o que já está bom. Comparando uma geração com a anterior, as diferenças podem parecer pequenas; mas aí, quando você compara um aparelho com 2-3 gerações passadas, percebe como tudo evoluiu bem.

Posts relacionados

Comentários