Apple mantém a 15ª posição em ranking da Fortune com as 500 maiores empresas do mundo

Negócios e gráfico

Em 2012 a Apple chegou à 55ª posição, em 2013 pulou para a 19ª e em 2014, não me perguntem por que, acabamos não cobrindo uma nova subida dela para a 15ª posição. Neste ano, ela manteve-se no mesmo lugar.

A Fortune divulgou hoje o seu tradicional ranking Global 500, listando as quinhentas maiores empresas do planeta. Juntas, elas geraram US$31,2 trilhões em faturamento e US$1,7 trilhão em lucros durante o ano de 2014, empregando 65 milhões de pessoas em todo o mundo e representadas por 36 nações.

Eis o que a Fortune fala sobre a Apple:

Após um início turbulento em 2014, as ações da Apple fecharam o ano com alta de 40%, somando quase US$200 bilhões ao valor de mercado da companhia. Uma linha de produtos que fez os fanboys da Apple formarem fila de novo certamente ajudou a reenergizar o crescimento em receitas. Além de revelar novas categorias como o Apple Pay e o Apple Watch, a empresa lançou o iPhone 6, vendendo um recorde de 10 milhões de unidades nos primeiros três dias. Como o CEO Tim Cook disse recentemente a investidores: “É difícil achar algo nos números que você não goste.” O normalmente quieto Cook está explorando novos terrenos também — em outubro de 2014, ele abriu-se ao mundo como o primeiro CEO gay de uma empresa Fortune 500.

Se ordenássemos o ranking da Fortune por lucros, a Apple estaria na 2ª posição com US$39,5 bilhões — atrás apenas do Industrial and Commercial Bank of China (ICBC), que fechou 2014 com um lucro de US$44,8 bilhões.

No topo do ranking Global 500 estão Walmart, Sinopec Group, Royal Dutch Shell, China National Petroleum e Exxon Mobil. O Brasil é representado por Petrobras (28ª), Itaú Unibanco Holding (112ª), Banco do Brasil (126ª), Banco Bradesco (185ª), JBS (202ª), Vale (312ª) e Ultrapar Holdings (414ª).

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários