Contrariando analistas, CEO da Best Buy informa que vendas do Apple Watch estão ótimas!

Muita gente estava cética sobre as vendas do Apple Watch. Como a empresa não informa o número de relógios comercializados em seus eventos financeiros (como faz com iPods Macs, iPads e iPhones), temos que nos contentar com analistas e pesquisas que tentam “adivinhar” esse número. Mas a verdade é que a maioria dessas pesquisas era focada apenas nos Estados Unidos e/ou utilizava metodologias para lá de duvidosas.

A Apple sempre deixou claro que as vendas do relógio vão bem e isso pode ser constatado pela velocidade com que a expansão internacional do produto está sendo feita. Até agora, poucos países comercializam o Apple Watch e, com exceção de algumas lojas que fizeram parte dos planos de lançamento do produto (Galeria Lafayette, Colette e outras em Los Angeles, Londres e Tóquio), a única rede que já está vendendo o produto é a Best Buy.

Apple Watch à venda na Best Buy

E de acordo com Hubert Joly (CEO da varejista americana), as vendas do Apple Watch estão mesmo ótimas ao ponto de ele querer disponibilizar o produto em todas as 1.050 lojas da rede até o final do ano — o plano inicial envolvia “apenas” 300 lojas até o Natal.

A Apple, aliás, tem um papel importante na reestruturação da Best Buy como um todo (que vinha sofrendo com seus resultados financeiros mas, com algumas mudanças estratégicas, está conseguindo reverter isso). A prova disso são os 740 Apple shops que funcionam dentro das lojas da rede e passarão por reformas — na verdade, 350 deles já estão prontos e contam com mais mesas para expor iPhones, iPads e Macs. A Best Buy também passará a comercializar o AppleCare (garantia estendida para os produtos da Maçã), fazer serviços de assistência técnica (em 50 lojas, inicialmente) e aceitar pagamentos via Apple Pay — até então a rede apoiava o CurrentC, um sistema de pagamento móvel que dá mais controle e acesso a informações de clientes aos estabelecimentos.

As lojas da Apple sem dúvida oferecem uma experiência de compra e atendimento difíceis de serem equiparadas; por outro lado, elas não conseguem dar vazão à enorme demanda de produtos da Maçã, especialmente em lançamentos, e é sempre bom ter lojas como a Best Buy ajudando esse escoamento.

Sobre o Watch em si, as declarações de Joly praticamente confirmam que a Apple está mesmo segurando a expansão internacional do relógio por conta da demanda nos países onde ela já oferece o produto. Ao menos nos EUA, parece que o ritmo de vendas continua bem forte.

[via Fortune]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…