Gostou do recurso Live Photos dos iPhones 6s/6s Plus? Saiba exatamente como ele funciona!

As Live Photos, novo recurso fotográfico dos iPhones 6s/6s Plus, sem dúvida agradarão a muitos. Eis o que a Apple fala sobre o recurso:

Conheça as Live Photos.

Uma foto congela um bom momento para sempre. Já uma Live Photo mantém suas lembranças vivas não só na sua memória. Porque no coração de cada Live Photo está uma linda imagem de 12 megapixels que mostra os momentos imediatamente antes e depois do clique, com movimento e som.

Você pode dar vida a uma Live Photo quando quiser, pressionando em qualquer lugar da foto. Dá até para usar uma delas como imagem de fundo na Tela Bloqueada, revivendo o momento sempre que tirar seu iPhone 6s do bolso. E você ainda pode ver as Live Photos nos seus outros dispositivos Apple.

Live Photos

Como se tira uma foto assim? Com os novos iPhones, basta tirar uma foto como você sempre fez. O recurso vem habilitado por padrão (você pode desabilitar, caso queira) e, apesar de essas fotos só poderem ser tiradas com os novos iPhones, elas podem ser visualizadas em praticamente todos os aparelhos da Maçã (iPhones, iPads, Macs e Apple Watches).

Veja bem, não estamos falando de vídeos curtos de alguns poucos segundos. Também não são GIFs montados automaticamente pela câmera com um monte de fotos. Ao tirar uma foto assim, o iPhone captura 1,5 segundo antes/depois da foto, comprimindo tudo em um novo formato. Caso exista áudio na cena que você fotografou, ele é gravado separadamente e juntado pelo sistema na hora em que a Live Photo é “montada”.

De acordo com Matthew Panzarino, do TechCrunch, uma Live Photo terá o tamanho de aproximadamente duas fotos normais de 12 megapixels — péssima notícia para usuários de iPhones 6s/6s Plus de 16GB. Ainda de acordo com Panzarino, os iPhones sempre começam a tirar fotos no momento em que o usuário abre a câmera, porém armazenando apenas a última foto (aquela do momento que você tocou no botão). O novo sistema funciona de maneira similar, porém guardando 1,5 segundo dessa informação antes/depois do momento que você tocou no botão.

Curiosamente, conforme informou Daniel Matte, as Live Photos são encapsuladas em arquivos no formato JPEG, ou seja, você poderá compartilhar uma Live Photo com uma pessoa que não tem um iPhone tranquilamente que ela conseguirá visualizar a foto sem problemas. Como essa “mágica” foi feita, a Apple ainda não explicou.

O mais legal, para mim, é a sensação de movimento que teremos agora ao passear pelas fotos armazenadas no aparelho. No vídeo abaixo dá para ver bem o que eu quero dizer:

Se o recurso vai pegar só o tempo dirá, mas eu tenho absoluta certeza de que as Live Photos farão muito, mas muito sucesso entre pessoas como eu e o Breno, que têm filhos pequenos — imagine ver as “fofuras” que os bebês fazem no 1,5 segundo anterior/posterior à foto!

Esse recurso poderá ser também abraçado por desenvolvedores, já que a Apple liberará uma API (application programming interface, ou interface de programação de aplicações) para que apps possam incorporar suporte às Live Photos — o Facebook, por exemplo, já se comprometeu em suportar essas fotos até o final do ano.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários