Apple está pensando numa forma de permitir que usuários apaguem apps nativos do iOS

John Paczkowski, do BuzzFeed, bateu um papo de 20 minutos com Tim Cook em uma recente visita a Nova York, enquanto ele se dirigia à famosa loja da Quinta Avenida. O CEO da Apple, aliás, disse que adora fazer essas visitas surpresas a lojas da Maçã sempre que está viajando.

Paczkowski e Cook conversaram sobre o recurso “E aí Siri” e como ele não compromete em nada a política de privacidade da empresa, o 3D Touch (para Cook, o novo recurso possibilita que usuários sejam muito mais produtivos), como a empresa não guarda suas inovações para lançamentos futuros (o chefão da Apple disse que sua equipe não olha para uma tecnologia e fala “vamos deixar isso para o ano que vem”1), o novo programa de upgrade de iPhones (por enquanto disponível apenas nos EUA) e a era pós-PC (como algumas pessoas não sentem mais a necessidade de terem computadores, apenas tablets).

Mas o ponto alto da conversa foi, sem dúvida, o questionamento de Paczkowski sobre usuários não poderem apagar alguns apps nativos que não usam, uma discussão velha mas que vira e mexe volta à tona.

Eis a resposta de Cook:

Essa é uma questão mais complexa do que parece à primeira vista. Existem alguns aplicativos que estão ligados a algo a mais no iPhone. Se eles forem removidos, podem causar problemas em outros lugares no telefone. Existem outros aplicativos que não são assim. Por isso, ao longo do tempo, acho que com os que não são assim, vamos descobrir uma maneira [que você possa removê-los]. […] Não é que queremos nos apossar da sua propriedade; não temos motivação para isso. Queremos que você seja feliz. Então eu reconheço que algumas pessoas querem fazer isso, e é algo que estamos explorando.

Ou seja, meus amigos: é possível que no futuro nós possamos finalmente nos livrar de alguns apps nativos!

Se a Apple exigir que o usuário sempre tenha algum aplicativo padrão para substituir esses considerados essenciais, acho que tudo funcionaria bem. Por exemplo: você só poderia apagar o Mail caso configurasse outro app do gênero para ser o seu cliente de email padrão. Em alguns casos isso ainda geraria alguns problemas, é verdade. Falando do Safari, ao substituí-lo pelo Chrome e apagá-lo, algumas partes do sistema (como por exemplo enviar um link recebido no Mensagens para a Lista de Leitura) ficariam quebradas dentro do iOS. Seria preciso apagar também todos esses traços do app, algo que definitivamente não é simples — mas não impossível.

Vamos torcer para que a Apple consiga resolver isso de alguma forma. 😉

[via The Verge]

Posts relacionados

Comentários