Apple Watch “salva a vida” de garoto; história impressiona Tim Cook, que oferece estágio a ele

Sem dúvida nenhuma os recursos de monitoramento físico/de saúde do Apple Watch são o ponto alto do relógio. Não é à toa que “Saúde e boa forma” ganharam destaque no menu da página oficial do produto.

Publicidade

É claro que a primeira geração do Apple Watch não chegaria completa, com mil e um sensores. Mas o futuro para esse tipo de produto pode ser realmente impressionante. Já imaginaram alguém ser alertado que a taxa de açúcar no sangue está muito alta ou que terá um ataque cardíaco em alguns minutos e que precisa procurar um hospital?

Eu sinceramente não acredito que isso esteja tão distante assim de acontecer. Para falar a verdade, algo parecido aconteceu nesta semana. Duvida? Então leia a história abaixo.

Batimentos cardíacos no Apple Watch e iPhone

Publicidade

Paul Houle Jr., um estudante de 17 anos, contou à WCBV que após terminar um treino de futebol americano começou a sentir algumas dores no peito ao respirar muito forte. Os seus batimentos cardíacos, é claro, estavam lá no alto. Ele então decidiu deitar um pouco para tirar um cochilo. Ao acordar e dar uma olhada no Apple Watch, porém, reparou que sua frequência cardíaca ainda estava bem alta (145bpm).

Obviamente alguma coisa estava errada. Ele então foi ao hospital e soube que tinha insuficiência cardíaca, de fígado e de rim.

Se o meu Apple Watch não tivesse me mostrado que [meu batimento] estava em 145, eu não teria feito nada.

O que aconteceria com o garoto se ele não estivesse usando o Apple Watch? Difícil saber, mas sem dúvida a experiência poderia ser fatal.

Publicidade

A história, é claro, impressionou o pai dele, que não queria ver o filho gastando dinheiro com o Apple Watch achando que se tratava de mais uma besteira. Depois de tudo isso (e até mesmo com um sentimento de gratidão), ele correu até uma Apple Retail Store e comprou logo dois relógios: um para ele e outro para a esposa.

Mas a história não impressionou apenas a família Houle. Quando soube, Tim Cook ligou pessoalmente para o garoto, oferecendo-lhe um iPhone novo como presente e ainda o convidando para estagiar na Apple no ano que vem.

Agora imagine o que não será possível fazer com o Apple Watch daqui a uns cinco anos…

Publicidade

[via 9to5Mac]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…