Tim Cook agora faz parte de um grupo de CEOs que se juntaram para melhorar as condições ambientais da China

Pode até parecer estranho para nós, olhando daqui de longe, mas oportunidades de emprego nas fábricas da Foxconn e de outras (na China) são encaradas por muitos jovens chineses de zonas mais afastadas como a grande chance de ganhar dinheiro e ter uma vida melhor. Assim, eles partem para os centros em busca de oportunidade e essa migração acaba gerando um grande impacto no crescimento das zonas urbanas.

Pensando nisso, o Paulson Institute criou em novembro de 2014 um conselho formado por diversos CEOs (de empresas asiáticas e americanas) para tentar fazer com que essa urbanização seja cada vez mais sustentável.

Lançado em novembro de 2014, em Pequim, o conselho é composto pelos principais CEOs de empresas chinesas e ocidentais, cada um com uma paixão pela integração da sustentabilidade no seu plano de negócios e definição das melhores práticas através de suas ações. Coletivamente, as empresas têm uma receita anual combinada de US$1,4 trilhão, com mais de 6 milhões de empregados e mais de 1 bilhão de clientes em todo o mundo. A missão do conselho é a mobilização empresarial para promover a urbanização sustentável através de práticas corporativas ambientais e sociais inovadoras, políticas governamentais eficazes e ações diretas de empresas e governos.

O conselho toma medidas por meio de projetos individuais e colaborativos entre os membros que podem ser escalados em toda a China e em outros lugares; defensores de políticas e ações em padrões de sustentabilidade eficazes; e das melhores práticas através de estudos de caso e pesquisas. O conselho se compromete a agir em 2015 com foco no incentivo a instalações de energia compatíveis com o século XXI. Para este efeito, o conselho tem formado grupos de ação para trabalhar no aumento da eficiência energética nos edifícios e acelerar a política energética, incluindo a integração das energias renováveis.

Tim Cook, CEO da Apple, é um dos 14 membros desse conselho e sem dúvida poderá contribuir bastante com tudo, afinal, a Apple atualmente é a empresa de tecnologia mais “verde” do planeta — ainda que enfrente bastante desafios nessa área.

Iniciativas assim são sempre bem-vindas.

[via AppleInsider]

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários