Apple já faturou ao menos US$1,7 bilhão com o Watch e gastou US$8,1 bilhões em P&D no último ano

Desde antes mesmo de começar a vender os seus Watches, a Apple afirmou que, por questões estratégicas, não divulgaria os números de vendas em seus relatórios financeiros trimestrais. Assim aconteceu no terceiro e no quarto trimestres fiscais de 2015, os dois que incluíram vendas do relógio.

Apple Watches Sport dourado e ouro rosé

Mas a própria Apple deu pelo menos uma pista da ordem de grandeza das vendas de Watches no seu relatório 10-K enviado à Securities and Exchange Commission dos Estados Unidos.

A categoria “Outros Produtos” da Apple, que engloba tudo o que não é relacionado a iPhones, iPads, Macs e serviços, cresceu de US$8,4 bilhões no ano fiscal de 2014 para US$10,1 bilhões em 2015. A Apple não deu um número exato, mas afirmou que “mais de 100%” desse crescimento anual foi devido ao Watch. Ou seja, daí conclui-se que o relógio já gerou *pelo menos* US$1,7 bilhão em receita para a companhia.

O número real deve ser inclusive bem maior que esse, considerando que a categoria como um todo vinha caindo até o lançamento do Apple Watch. Ela engloba, além do relógio, os iPods, a Apple TV (que só deverá contribuir positivamente agora, com o novo modelo), produtos Beats e acessórios em geral.

O relatório também traz outro dado interessante. Embora a Apple tenha mantido a sua média histórica de investir 2-3% do faturamento total em pesquisa e desenvolvimento (P&D), com o crescimento dos números esse valor absoluto também disparou: foram US$3,4 bilhões em 2012, US$4,5 bilhões em 2013, US$6 bilhões em 2014 e agora US$8,1 bilhões em 2015! Mas também não é muito surpreendente, considerando os rumores sobre um “Apple Car”. 😉

O total de empregados registrados da Apple também aumentou consideravelmente, de 92.600 no final de 2014 para 110.000 agora.

[via VentureBeat, AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários