Silenciosamente, Apple aprimora algoritmos de busca da App Store

Não é fácil mexer com algoritmos de busca. Qualquer alteração que o Google faz no PageRank, por exemplo, costuma afetar o ranking de uma pequena porcentagem de sites que, no universo da web, significa muita coisa.

O escopo da App Store é bem menor, mas não menos importante. De vez em quando, desenvolvedores e usuários observam melhorias nas buscas dela — como alterações de algoritmo feitas em 2012, bem como uma atualização que passou a considerar erros de digitação em 2013. Há dez dias, em 3 de novembro, parece que a Apple implementou silenciosamente uma mudança significativa nos seus algoritmos.

De acordo com o TechCrunch, o mecanismo de busca da App Store (inclusive da Mac App Store) foi aprimorado de forma a não levar mais tanto em consideração as palavras-chave de títulos e do campo destinado a elas que desenvolvedores preenchem ao publicarem seus aplicativos/jogos, tornando-se mais inteligente e levando em consideração uma série de outros fatores como conteúdo das páginas de apps (inclusive comentários de usuários), marcas de concorrentes e outros.

Veja como exemplo uma busca por “Twitter” na Mac App Store:

Busca por "Twitter" na Mac App Store

Praticamente todos os primeiros resultados são bem relevantes. Antes de 3 de novembro, por exemplo, uma busca por “Twitter” na App Store para iPhone colocava — vejam só — o Instagram entre os primeiros colocados. Não mais.

É difícil afirmar exatamente o que a Apple mudou, mas o fato é que muitos notaram uma significativa melhoria nos resultados de busca da App Store de dez dias para cá. E isso é bom para todos: usuários obtêm apps mais relevantes e desenvolvedores também têm uma chance maior de converter buscas em vendas/downloads. Com o tamanho do acervo da sua loja, a Apple tem que trabalhar constantemente agora para evitar manipulações de buscas.

No ano passado, outra novidade bacaninha implementada por ela foi uma barra de sugestões relacionadas. Isto, contudo, até hoje não chegou à App Store brasileira.

Posts relacionados

Comentários