Surge o primeiro caso de queimadura séria no pulso por conta do uso do Apple Watch

Em um universo de milhões de produtos, é comum vermos um aqui e outro ali apresentando algum tipo de problema. Até aí nada demais, afinal, a garantia de um ano e o suporte da Apple estão aí justamente para ajudar nesses momentos.

O problema é quando esse mal funcionamento põe em risco a integridade física do cliente, como por exemplos smartphones1 que explodiram/pegaram fogo no bolso da calça do usuários, enquanto estava recarregando na madrugada, etc.

Pois um caso isolado — porém preocupante — aconteceu envolvendo um Apple Watch.

De acordo [Google Tradutor] com o site dinamarquês Ekstra Bladet, Jørgen Mouritzen teve o seu pulso queimado pelo relógio da Maçã.

Aviso: as imagens acima podem incomodar pessoas sensíveis; clique/toque nelas para ver as originais.

Curiosamente, parece que tanto o relógio em si quanto a pulseira (estilo milanês) queimaram o pulso de Mouritzen. A coisa foi grave e a Apple ainda estaria investigando os motivos que levaram o aparelho a fazer isso — a equipe de relações públicas da empresa na Dinamarca disse ao Ekstra Bladet que tudo se trata de um assunto privado e que não comentaria o assunto.

Já vimos casos de pessoas que tiveram reações no pulso; passeando pelo fórum de suporte da Apple, também é possível achar tópicos os quais falam de unidades que esquentaram muito e acabaram queimando o pulso (como este); mas algo dessa magnitude eu acho que é a primeira vez que aparece por aí — o que pode ser ruim (aconteceu e o usuário se machucou para valer) ou bom (foi apenas um caso entre milhões), dependendo do ponto de vista.

[via 9to5Mac]

Posts relacionados

Comentários